"O Barão nas Árvores" volta a cartaz em março no Teatro Gamboa Nova

      



Inspirada na obra homônima do escritor Ítalo Calvino, a montagem O Barão nas Árvores, que acaba de receber duas indicações no Prêmio Braskem de Teatro de 2018 - melhor ator para Marcos Lopes e melhor espetáculo infanto-juvenil, volta a cartaz para curta temporada no Teatro Gamboa Nova, nos dias 10, 17, 24 e 31 de março, às 17h. Os ingressos já estão disponíveis no site do WWW.SYMPLA.COM.BR.

Inspirado no realismo fantástico de Ítalo Calvino, o espetáculo infanto-juvenil tem direção de Guilherme Hunder e traz referências às tradições e canções da cultura popular nordestina, como o Cavalo Marinho. O Barão nas Árvores traz para o palco a história do menino Cosme Chuvasco de Rondó - o filho primogênito do barão de Rondó, que decide subir às árvores e nunca mais descer.

O Barão nas Árvores é primeiro solo do ator, palhaço, circense, músico e produtor Marcos Lopes. Preenchido de poesia e singeleza, em um híbrido de música, dança, teatro e contação de histórias, o espetáculo traz ainda um pouco da linguagem do teatro de animação, brincando com objetos e bonecos.

As aventuras de Cosme é o segundo infanto-juvenil do Coletivo Duo, do qual Marcos Lopes integra, e trata um pouco sobre a relação da criança com o mundo, principalmente, com a família, além de discutir temas como sustentabilidade e meio ambiente, valores e cidadania, poder e amor.

A dramaturgia – que tem um humor fino e sofisticado - traz ainda acréscimos e versos escritos por Marcos Lopes e Antônio Fábio, que assume ainda a assistência de direção. “O espetáculo busca trazer reflexões sobre as escolhas que fazemos, mesmo ainda crianças, sobre preservação do meio ambiente e o poder de transformação que a arte tem em nossas vidas”, explica o ator.

Cosme vive como filho de nobres, mas não deixa de olhar e cuidar das pessoas da localidade, mesmo sendo pobres. “Ele vira um cidadão do mundo e faz de tudo para preservar esse mundo. Vira um militante do meio ambiente.”, adianta o ator, graduando em Interpretação Teatral na Universidade Federal da Bahia.

Toda a preparação corporal do ator é alicerçada na manifestação popular do Cavalo Marinho, folguedo da Zona da Mata de Pernambuco, com sua musicalidade, suas figuras, motes, passos. Marcos Lopes contou com a preparação de Lineu Gabriel Guaraldo, ator paulista e doutorando do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFBA (PPGAC) e brincador de Cavalo Marinho.

Marcos Lopes
Palhaço, circense, ator, músico e produtor, Marcos Lopes integr o grupo de teatro Coletivo Duo, junto com o ator e diretor teatral Saulus Castro. Entre seus trabalhos mais recentes estão Virgulino Menino, Futuro Lampião (Vencedor do Prêmio Braskem de Teatro 2017 na categoria melhor espetáculo Infanto juvenil); Woyzeck – Zé Ninguém, As tentações de Padre Cícero e Avesso (Vencedor do Prêmio Braskem de Teatro 2016 na Categoria melhor espetáculo infanto-juvenil).

Ficha Técnica

Texto: Antonio Fábio e Marcos Lopes, a partir da obra de Ítalo Calvino
Direção, figurino, maquiagem e adereços: Guilherme Hunder
Diretor Assistente: Antonio Fábio
Cenário: Erick Saboya
Direção Musical: Luciano Salvador Bahia
Canções originais: Saulus Castro
Direção de Movimento: Mônica Nascimento
Preparação Corporal: Lineu Gabriel Guaraldo
Assistentes de Figurino e Adereços: Giovanna Boliveira e Vitor Urbano
Bonecos: Welington Rosário
Costureira: Saraí Reis
Chefe de cenotecnia: Adriano Passos
Cenotécnicos: Andre Passos, Bruno Matos, George Santana e Cássio Tomate
Assistente de cenotecnia: Israel Santos
Programação Visual: Augusto Assunção
Assessoria de Imprensa: Rafael Brito
Fotografia: Diney Araujo
Produção: Marcos Lopes e Guilherme Hunder
Assistente de Produção: Bruna Lima e Eric Lopes
Realização: Coletivo Duo em parceria com o Cooxia Coletivo Teatral

Serviço
O quê: O Barão nas Árvores – solo com Marcos Lopes
Quando: 10, 17, 24 e 31 de março, às 17h
Onde: Teatro Gamboa Nova
Quanto: R$ 20 e R$ 10 - ingressos disponíveis no site https://www.sympla.com.br/o-barao-nas-arvores---1003__454319