Instituto Mario Cravo Neto realiza Festival Transatlântico de Fotografia no Centro Histórico

      



O Festival Transatlântico de Fotografia é a primeira atividade do Instituto Mario Cravo Neto (IMCN) voltada para o público, desde a sua fundação em 2017, na cidade de Salvador. O evento – que conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Salvador, através da Saltur, e da Caixa – reunirá entre os dias 21 e 24 de março, na Casa de Castro Alves (Rua do Passo, 52), uma exposição com fotografias dos artistas Claudia Andujar, Mario Cravo Neto e Miguel Rio Branco, além de imagens do século XIX, dos fotógrafos Marc Ferrez e Alberto Henschel, que integram o acervo do Instituto Moreira Salles.

 

Na abertura do evento, às 19h do dia 21, também será lançado o I Prêmio Mario Cravo Neto de Fotografia que vai dar incentivo a um fotógrafo brasileiro, ou naturalizado, para realizar um projeto fotográfico que será apresentado ao IMCN. “O Festival Transatlântico e o Prêmio Mario Cravo Neto de Fotografia são os primeiros passos para recolocar Salvador na cena nacional como o centro das artes visuais”, afirma o gestor do IMCN, Christian Cravo.

 

Além da exposição, que poderá ser visitada diariamente das 10h às 18h, haverá um ciclo de palestras na Igreja do Passo com a participação de nomes da cena contemporânea da fotografia, propondo um diálogo sobre o homem transatlântico. Ainda como parte do evento, na escadaria da Igreja será montada uma exposição de retratos colorizados do Nordeste, ampliadas para o formato 2m x 3m, que integram o acervo do colecionador Titus Riedl.

 

As palestras terão como foco, da fotografia do cinema à etnografia. Dentre os convidados estão os cineastas Sergio Machado e Marco Del Fiol; a curadora geral do Festival de Arte Contemporânea Sesc-Videobrasil, Solange Farkas; Raquel Rezende, do Instituto Moreira Salles; Silvio Frota, diretor do Museu da Fotografia de Fortaleza; Titus Riedl, dono da maior coleção do Brasil de retratos pintados do Nordeste; Lázaro Roberto, do Zumvi – arquivo fotográfico que reúne a memória do povo negro da Bahia; Walmyra Albuquerque, professora do Departamento de História da UFBA; João Machado, fotógrafo que registra as tradições do sertão baiano, e Rodrigo Rossoni, professor da Facom e criador do projeto LAB/Foto.

 

“O Festival nasce com o objetivo de fortalecer nossa plataforma de eventos, diversificando as atividades voltadas para a economia criativa da cidade. Acreditamos na fotografia como plataforma de transformação e uma área especial da arte. O incentivo é essencial para o desenvolvimento dessa plataforma, assim como para inspirar os novos talentos”, diz o presidente da Saltur, Isaac Edington.

 

Programação de palestras na Igreja do Passo

 

21/3 - Quinta-feira

19h - Abertura do festival com coquetel e lançamento do I Prêmio Mario Cravo Neto de Fotografia

 

22/3 – Sexta-feira

10h30 - Palestra com Christian Cravo e Solange Farkas – ‘O acervo do Instituto Mario Cravo Neto’

14h - Palestra com o cineasta Sérgio Machado – ‘A identidade visual dos filmes de Sergio Machado calcados na cultura baiana’

15h30 - Mesa redonda com Raquel Rezende (IMS), Lázaro Roberto (Zumvi) e Walmyra Albuquerque (UFBA) –‘O acervo do Instituto Moreira Salles e a parceria com o IMCN’

 

23/3 - Sábado

10h30 -Palestra com o fotógrafo João Machado – ‘Registro fotográfico das tradições do sertão’

14h -Palestra com Silvio Frota - ‘O trabalho do Museu da Fotografia de Fortaleza’

15h30 - Palestra com Marco Del Fiol, diretor do documentário Cravos

 

24/3 - Domingo

10h30 - Palestra com Rodrigo Rossoni - Apresentação do projeto LAB/FOTO da Faculdade de Comunicação da UFBA

14h - Palestra com Titus Riedl - ‘Tradição dos retratos pintados do Nordeste’

15h30 - Palestra com o fotógrafo Pedro Vasquez - ‘A obra de Miguel Rio Branco’

 

Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público. O acesso às palestras está limitado a capacidade do local que sediará os encontros.