Fundação José Silveira desenvolve novas pesquisas para intensificar o combate à tuberculose

      



A Fundação José Silveira vem desenvolvendo novas pesquisas para melhor controle da tuberculose, doença infecciosa que mais mata no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde. Os estudos mais recentes foram apresentados hoje (22/3), na sessão científica especial do IBIT, marcando o início da programação voltada à passagem do Dia Mundial de Combate à Tuberculose (24/03). A abertura do evento foi feita pelo presidente e pela superintendente da FJS, Dr. Geraldo Leite e Leila Brito, responsáveis pela revitalização do Centro de Pesquisa e Ensino da instituição, em continuidade ao legado do Professor José Silveira, um dos principais pesquisadores sobre a doença no século XX. “A Fundação José Silveira é considerada hoje um centro de excelência mundial em pesquisas relacionadas à tuberculose, em articulação com 17 países e artigos publicados nas principais publicações científicas”, disse o pesquisador da FJS, Bruno Bezerril. “Estão sendo estudados desafios como a influência do tabagismo, a maior incidência junto às pessoas com diabetes e a necessidade de vacinas e medicamentos mais eficazes”, acrescentou o pesquisador da FJS, Dr. Eduardo Martins Netto.