NORDESTÃO: FORTALEZA MASSACRA O LEÃO BAIANO

      



Por Zedejesusbarreto
Mais de dois meses e 12 jogos seguidos sem vencer, o Vitória levou 4 x 0 do Fortaleza, na capital cearense e está fora das semifinais da Copa do Nordeste. O placar pouco retrata o que foi o jogo de ontem (9): um verdadeiro massacre da equipe cearense, nos dois tempos de jogo. Um Leão acuado, sem rugir, sem jogadas, sem padrão, sem imaginação... A goleada poderia ter sido maior.

Vergonhoso e preocupante. O futebol baiano em baixa.

*

Os classificados

Disputarão as semifinais, de olho no título de Campeão do Nordeste/2019:

- Náutico (PE), Santa Cruz (PE), Botafogo da Paraíba e Fortaleza.

O Náutico surpreendeu o Ceará, derrotando-o em Fortaleza (2 x 0) , surpresa; O Santa Cruz derrubou o CRB na cobrança de penalidades, depois do empate, 1 x 1, no tempo normal. E o Botafogo (PB), em casa, passou fácil pelo CSA ( 3 x 1).

*

Os confrontos das semifinais:

- Náutico x Botafogo (PB) ; Santa Cruz x Fortaleza

*

Chocolate cearense

O Castelão não encheu. O Leão entrou em campo com mais de dois meses sem vencer uma só partida. Pela Copa do Nordeste, tinha feito oito jogos – empatou sete e perdeu uma. Imaginem a pressão pelas bandas da Toca do Leão e entre os torcedores. Em campo, a equipe não respondeu.

O Tricolor do ‘pici’, dono da casa, tomou a iniciativa desde o começo. Os visitantes marcando forte em seu próprio campo, apostando apenas nos contragolpes, que não sairam. Muita disputa de bola no meio campo e nada de lances de área, nenhuma chance clara de gol até os 25’. O Vitória mal passou do meio campo, errou muito nos passes, e o Fortaleza limitava-se a levantar bolas na área adversária e tentar uns chutes de longe, sem acertar o alvo. Mas...

- Gol ! 1 x 0 Fortaleza. Junior Santos, testando livre, na linha da pequena área, um cruzamento de Osvaldo, da esquerda. Aos 27 minutos.

- Gol ! 2 x 0 Fortaleza. Junior Santos, complementando rasteiro, de frente e livre, outra boa jogada de Osvaldo pela esquerda. Aos 32’.

Havia uma avenida pelo lado de Jeferson e Victor Ramos; Osvaldo ganhou todas. O goleiro cearense não tocou na bola. Só o Fortaleza jogou no primeiro tempo.

*

O Rubro-negro voltou dos vestiários com duas mudanças: o recém contratado Dudu Vieira (estreante) no lugar do garoto Paulo Vitor, no meio campo; e Neto Baiano substituindo Leo Ceará que pouco tocou na bola. A equipe até que tentou impor uma postura mais ofensiva, marcando mais adiantado, mas deu chances demais pro contra-ataque rápido cearense.

Aos 6 minutos, num contragolpe, Edinho ficou de cara com o goleiro João Gabriel mas chutou mal, por cima. Aos 8’, Neto Baiano chutou falta de longe proporcionando a primeira defesa do goleiro Boeck, encaixando bem. Aos 13’, após mais uma vacilada de Jeferson, Osvaldo pegou livre e deu um balaço que estourou no poste rubro-negro. O Fortaleza teve duas chances claras de matar o jogo. Aos 20’, foi a vez de Tinga arrematar forte, da entrada da área, para João Gabriel espalmar, salvando. O Tricolor do Pici continuava mandando em campo.

Aos 22’, Rogério Ceni trocou o artilheiro J. Santos, muito aplaudido, por Marquinho, mais veloz. Tencati tirou o opaco Ruy e colocou o garoto Mateus Tenório, aos 25’. Depois, saiu Osvaldo e entrou Romarinho na equipe cearense, absoluta. Aos 33’, noutro cruzamento da esquerda, goleiro e zagueiros rubro=negros se atrapalharam e Wellingon Paulista, livre, perdeu o gol. O Leão não reagia.

- Gol ! 3 x 0, Edinho, aos 39 minutos. Arrancou pela esquerda desde a linha do meio campo, em velocidade, livre, leve e solto; encarou o goleiro e bateu firme, sem chance.

Tinha mais, os cearenses sufocando. Aos 42’, Marquinho disparou e foi derrubado por Victor Ramos quando entrava na área para finalizar. O zagueiro foi expulso. Na sequência ...

- Gol ! 4 x 0, Dodô, batendo falta com classe, no ângulo. Caixão fechado.

Chega !

*

Destaque para a equipe bem treinada por Rogério Ceni. Defesa plantada, meio campo combativo e um ataque veloz, insinuante. Candidatíssimo ao título.

*

Ficha técnica

- Fortaleza : Marcelo Boeck, Tinga, Roger Carvalho, Quintero e Carlinhos; Araruna (Dodô), Felipe, Edinho e Osvaldo (Romarinho); Junior Santos (Marquinho) e W. Paulista. Treinador, Rogério Ceni. Camiseta tricolor.

- Vitória : João Gabriel, Jeferson, Victor Ramos, EdCarlos e Fabrício; Paulo Victor (Dudu Vieira) e Leo Gomes; Yago, Ruy (Mateus Tenório) e Andrigo; Leo Ceará (Neto Baiano). Treinador, Cláudio Tencati. Padrão branco.

No apito, Marcelo Aparecido, paraibano.

 

**

Copa do Brasil

De treinador novo, estreante no Nordeste, o Bahia tem uma semana decisiva.

Nesta terça, às 19h30, recebe na Fonte Nova o CRB (AL), valendo a sequência na Copa do Brasil. O primeiro confronto, em Maceió, deu empate,1 x 1. Quem vencer continua na competição. Se der empate nos 90 minutos, a decisão será em cobrança de tiros livre da marca do pênalti.

No domingo à tarde, 16h, o primeiro dos dois jogos que decidirão o Campeão Baiano 2019. Bahia de Feira x Bahia, o Ba x Ba. O palco é o Joia da Princesa, em Feira de Santana.

**