Netanyahu e Gantz comemoraram vitória nas eleições de Israel

      



Mais de 6 milhões de eleitores foram às urnas hoje (9) em Israel para escolher o novo Parlamento, o Knesset, formado por 120 cadeiras. O atual primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que tenta o quinto mandato, e o principal concorrente dele, o general Benny Gantz, ex-chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, anunciaram vitória nas redes sociais.

Netanyahu e Gantz informaram, nas contas pessoais no Twitter, que venceram as eleições. Não há, por enquanto, resultados oficiais. A expectativa é que os resultados sejam anunciados amanhã (10).

“O bloco de direita liderado pelo Likud obteve uma vitória clara. Agradeço aos cidadãos de Israel por sua confiança. Eu vou começar a formar um governo de direita com nossos parceiros naturais hoje à noite”, disse o atual primeiro-ministro.

O general também agradeceu os votos obtidos. “Nós vencemos. O povo de Israel falou. Graças a milhares de ativistas e mais de um milhão de eleitores. Nestas eleições há um claro vencedor e um claro perdedor.”

A partir das eleições para o Parlamento será escolhido o futuro primeiro-ministro. No total 13 candidatos buscaram apoio para ocupar o cargo. Pesquisas de intenção de voto, segundo a imprensa israelense, mostram que Netanyahu e Gantz estão muito próximos.

Os temas centrais ds eleições giraram em torno do projeto de lei que fixa regras sobre o serviço nacional para a população ultraortodoxa e as questões relativas à Faixa de Gaza.

O Knesset tem 120 assentos, dominado pelo Likud, partido de Netanyhu, e seus aliados. Desde que Israel foi fundada em 1948, nenhum partido formou uma maioria absoluta.