Edvaldo Brito exige respeito à minoria do parlamento

         



O vereador Edvaldo Brito (PSD) votou contra a maioria dos artigos da reforma administrativa da prefeitura e reclamou de como a Câmara vem sendo tratada pelo prefeito ACM Neto. Segundo Brito, a chamada reforma vai causar impacto nas contas públicas do município que ainda não foi mencionado.

“Estão sendo criados 222 novos cargos, segundo o meu entendimento, sem detalhar quais atribuições e valores eles representam”, avaliou Brito.

O vereador, que é jurista, diz que parlamento nenhum no mundo pode ter a sua minoria desconsiderada e atropelada por projetos de leis que não são discutidos de forma satisfatória. Edvaldo votou a favor apenas dos conselhos municipais e defendeu que a Câmara de Salvador seja tratada de outra forma pelo Executivo.

“Hoje somos aqui meros corpos consultivos. A democracia não pode ser um regime de um grupo que circunstancialmente é maior que outro, com a maioria esmagando a minoria. Não tivemos tempo suficiente para examinar o projeto e não concordo com criação de cargos em véspera de ano eleitoral que não serão preenchidos através de concurso público”, analisou.