Greve: Liderança do Governo reúne professores universitários e secretário da Educação

         



Por mais uma iniciativa da Liderança do Governo na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), representantes dos professores das universidades estaduais da Bahia voltaram a se reunir, neste sábado (13), com representantes do Governo do Estado, desta vez, com o próprio secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues. Este é o quarto encontro entre o movimento docente e a gestão estadual mediado pelo líder governista no Parlamento baiano, deputado Rosemberg Pinto (PT).

“Foi uma reunião extremamente produtiva. Saímos com uma perspectiva de uma nova reunião, com maior consistência, inclusive com respostas às pautas apresentadas pelo movimento já na próxima terça-feira [16]”, informou o parlamentar.

Rosemberg garantiu aos educadores o compromisso do governo Rui Costa em estender às outras três universidades estaduais – Uneb, Uefs e Uesb – o Projeto de Lei 22.213/19 que previa, inicialmente, alterações no quantitativo de cargos de provimento permanente apenas da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

“É um desejo meu que a Casa aprecie, já na próxima segunda-feira [15], o requerimento de urgência desse projeto. Com isso, retomamos o diálogo e esperamos que, logo após a Semana Santa, sentemos novamente para uma nova avaliação entre as duas partes”, ressaltou o petista. O encontro contou também com a participação do deputado Paulo Rangel (PT).

Representantes dos docentes da Uneb, Uesb, Uefs e Uesc participaram do encontro na Liderança do Governo na Alba

O secretário Jerônimo Rodrigues, que assumiu a pasta da Educação em 1º de fevereiro último, defendeu o respeito do governador Rui Costa (PT) ao movimento docente e a valorização das universidades estaduais. Na última segunda-feira (8), o líder baiano autorizou a liberação de R$ 36 milhões para investimentos nas quatro universidades estaduais mantidas pelo Estado.

“Com a mediação da Assembleia Legislativa, já estamos na quarta reunião tentando estabelecer uma mesa de diálogo. O projeto nosso sempre foi construir uma Bahia com muito diálogo”, ressaltou o chefe da SEC.

Coordenador do Fórum das Associações dos Docentes das Universidades Estaduais e professor da Universidade de Feira de Santana (Uefs), André Uzêda afirmou após a reunião que o movimento e o governo deram um passo importante.

“Governo e categoria sentaram para negociar, fazendo aquilo que era importante e necessário. Um passo significativo para dirimir o conflito”, afirmou o educador.