Jornalista Levi Vasconcelos fez palestra na Fundação João Fernandes da Cunha

         



Em qualquer área, seja no jornalismo, medicina, administrativa e política, dentre outras, "existem as pessoas honestas e as desonestas, aquelas que querem trabalhar para o avanço social e as que querem se aproveitar das possibilidades que os cargos lhes oferecem". Foi nessa linha que o jornalista Levi Vasconcelos - colunista político do jornal A Tarde e blogueiro - palestrou na Fundação João Fernandes da Cunha na segunda-feira (06) sobre o momento político atual brasileiro. O encontro teve parceria da entidade e a Associação dos Ex-Vereadores de Salvador (AveSalvador), ambas presididas pelo médico Silvoney Sales.

Ao falar para ex-parlamentares e convidados em geral, o profissional abordou vários temas e saiu em defesa da Petrobrás "que deve se manter estatal", do ensino público com qualidade e elogiou as gestões de ACM Neto como prefeito de Salvador e de Rui Costa como governador da Bahia. Ao citar o anúncio dos cortes nos orçamentos das universidades, lembrou que antes do governo Lula, a Bahia tinha apenas a UFBA e ganhou mais quatro universidades federais, além de outros tantos IFBAs (Institutos Federais - ensino secundário). "Em suma, só produzir conhecimento a serviço das conveniências econômicas é uma heresia. Se o embalo for ideológico ou religioso, pior".

Levi Vasconcelos, natural de Valença, lembrou da sua passagem como vereador no município do Baixo Sul baiano, "que me serviu como escola na política e na vida". Acentuou que o voto ainda é o melhor caminho para que a população escolha seus representantes e criticou o governo Bolsonaro "comandado pela extrema-direita" e os religiosos desonestos "que usam o nome de Deus para roubar". Silvoney Sales, ao dirigir os trabalhos, informou que a AveSalvador promoverá mensalmente palestras em parceria com a Fundação João Fernandes da Cunha, "tendo na pauta, sempre assuntos de interesse da sociedade".