RODA DE SAMBA CELEBRA ANIVERSÁRIO DA BIBLIOTECA CENTRAL DOS BARRIS

      



O Velho Espanha Bar e Cultura apresenta, no dia 18 de maio (sábado), a partir das 15h, uma roda de samba e capoeira em celebração ao 208º aniversário da Biblioteca Central do Estado da Bahia. O evento contará com participação dos grupos Coisa Mandada, Samba das Moças e Botequim e será realizado no Quadrilátero da Biblioteca Central. O acesso é livre, mediante contribuições voluntárias para os artistas.

 

Biblioteca Central e o Velho Espanha estão localizados frente a frente, na Rua General Labatut, e promovem ações culturais e de inclusão no bairro dos Barris. A roda de samba marca a inauguração do projeto “Velho Espanha vai à Biblioteca”, que promoverá shows gratuitos no espaço do Quadrilátero, uma vez por mês. A ideia é facilitar o diálogo e a aproximação das instituições com a população soteropolitana.

 

Bar e biblioteca centenários:

A Biblioteca Central do Estado da Bahia foi inaugurada em 13 de maio de 1811 e é a primeira biblioteca pública do Brasil e da América Latina. Ao longo de sua história, foi objeto de várias ações de reconstrução e modernização, sendo que em 1988 completou-se a última grande reforma nas instalações físicas de sua atual sede, situada nos Barris.

 

Atualmente conta com um acervo de 600 mil exemplares, distribuídos por diversos setores como braile, infantil, documentação baiana e o de obras raras e valiosas. O Complexo da Biblioteca abriga também duas salas de cinema (Walter da Silveira e Alexandre Robato), a galeria Pierre Verger e o Teatro Espaço Xisto. A Biblioteca desenvolve atividades culturais e acadêmicas, como orientação aos portadores de deficiência visual, exibição de filmes, visitas guiadas e espetáculos artísticos.

 

Situado do outro lado da rua, o Velho Espanha Bar e Cultura está alocado num casarão antigo que abrigava desde 1918, o Armazém Espanha. Um dos bares mais antigos de Salvador, que inclui em seu rol de clientes baianos ilustres com Glauber Rocha e Josaphat Marinho, hoje oferece uma programação cultural regular. Por ano, aproximadamente 150 apresentações artísticas acontecem no espaço, entre exposições de arte, espetáculos de dança, teatro, música e debates. Ressignificado em 2017, nomes como Margareth Menezes, Luedji Luna, Côco Raízes de Arcoverde, Cláudio Prado e Balé Jovem de Salvador já se apresentaram do bar.

 

Samba da Bahia no Quadrilátero:

A roda de samba é comandada pelo Grupo Botequim, uma das mais respeitadas agremiações do samba baiano. Carregando a bandeira do samba de raiz, o grupo traz a experiência de quem já realizou turnês em países como França, Portugal e Alemanha. No repertório, canções do CD “Festa no Botequim” (2016) e clássicos de bambas como Caymmi, Candeia, Batatinha e Roque Ferreira. Coisa Mandada e Samba das Moças integram a programação, que também abre espaço para uma roda de capoeira do Grupo de Capoeira e Militância Cultural Lua Branca. Confira:

 

15h – Coisa Mandada

16h30min - Grupo de Capoeira e Militância Cultural Lua Branca

17h – Samba das Moças

19h – Grupo Botequim

 

Informações e entrevistas:

Arthur Daltro – (71) 99222 0940 – velhoespanha@gmail.com

 

Serviço:

Velho Espanha vai à Biblioteca – Roda de Samba e Capoeira

Com Coisa Mandada, Grupo Lua Branca, Samba das Moças e Grupo Botequim

Quando: dia 18 de maio (sábado), das 15h às 22h

Local: Biblioteca Central do Estado da Bahia (Rua General Labatut, 27, Barris)

Valor: pague quanto puder

Informações: (71) 3043 7481

Classificação indicativa: livre