Trio Nordestino e Jeanne Lima abrem temporada junina do Música no Parque

      



Com mais de 60 anos de história o Trio Nordestino vai abrir a temporada de São João do Música no Parque. No próximo sábado, dia 1 de junho, a partir das 17 horas, os herdeiros de Lindú, Coroné e Cobrinha se apresentam. A tradição do grupo se une a energia de Jeanne Lima que apresenta seu repertório repleto de sucessos.

 

Donos de vários prêmios e conquista no cenário do forró brasileiro o Trio Nordestino recebeu em 2017 o Prêmio da Música Brasileira (29ª edição): Categoria Regional - Melhor Grupo com o disco “Trio Nordestino Canta o Nordeste”, projeto que também rendeu ao grupo a indicação ao Grammy Latino.

 

O trio de forró mais antigo do Brasil nasceu nas ruas do Pelourinho, em 1958. O nome Trio Nordestino foi concedido por D. Helena, esposa de Luiz Gonzaga, após o fim do grupo formado por Dominguinhos, Zito Borborema e Miudinho. O trabalho foi em 1970 com a canção Procurando Tu, de Antônio Barros e J.Luna, responsável pela venda de mais de um milhão de discos.

 

Atualmente a banda é formada por Luiz Mário, filho de Lindú, nos vocais e o triângulo, Beto Sousa, afilhado de Lindú e filho de Antônio Ceará, compositor paraibano, na sanfona e Jonas Santana, filho de Entre Rios na Zabumba.

 

Com a experiência que acumula passagens por importantes bandas de forró, com destaque principal no grupo Limão com Mel, a cantora apresenta no seu repertório grandes sucessos do gênero que lhe consagrou Brasil afora e hits do momento, além da música de trabalho Culpa.

 

Jeanne Lima vem comemorando sua atual fase na carreira solo. Atualmente ela vem divulgando seu último CD, lançado no verão. Com 25 anos de carreira, Jeanne já passou por diversas bandas e hoje se consolida como artista solo, com cinco CDs gravados.

 

O Música no Parque surgiu em 2002 buscando criar um caminho que visava incentivar, promover e divulgar a música produzida na Bahia e no Brasil, em toda sua diversidade. O Projeto se consolidou e até a última edição passou pelo seu palco nada menos que mais de 200 artistas e grupos, de segmentos tão variados, que fez com que o Música no Parque se mantivesse como grande sucesso de público e de crítica em seus anos de realização.

 

O projeto - Boa música no sábado a tarde, aberto ao público. Uma realização da Polo Cultural Marketing e Produções, este será o quinto show em 2019. A temporada visa colaborar com a programação do São João da Bahia, um dos grandes atrativos turísticos do Estado. O projeto tem o patrocínio do Governo do Estado por meio da Bahiatursa.

 

Iniciado em 2002, o projeto Música no Parque se tornou uma ação cultural aguardada pelo público soteropolitano, que há dezesseis anos, sabe que vai encontrar artistas consagrados e boas surpresas nas tarde de sábado. Inovando em sua composição, sem perder sua principal característica, o projeto ocupa pelo segundo ano o Parque Costa Azul.

 

História - O primeiro show do Música no Parque aconteceu no dia 04 de agosto de 2002, com apresentação da Orquestra Sinfônica da UFBA. A partir desta data, aos domingos, uma atração musical se apresentou dentro da programação do Projeto.

 

Dentre os vários artistas e grupos musicais que já passaram pelo palco do Parque da Cidade estão os cantores Riachão, Edil Pacheco, Alexandre Leão, Márcio Melo, Targino Gondim, Luiz Caldas, Lucas Santana, Chico César, Guilherme Arantes, Edson Cordeiro, Belchior, Otto, Eduardo Dussek, Moska, Xangai.

 

Também participaram do evento as cantoras Jussara Silveira, Lanlan, Mariene de Castro, Sylvia Patrícia, Rebeca Mata, Daniela Firpo, Márcia Short, Simone Sampaio, Lady Zu, Mart’nália, Vânia Abreu, Marcia Castro e as bandas Radiola, Diamba, Scambo, Adão Negro, Lampirônicos, Los Baganas, Cascadura, Ronei Jorge e os Ladrões de Bicicleta, Retrofoguetes.

 

Nestes anos de realização, foram realizados mais de 170 shows, com uma plateia estimada em mais de 500 mil pessoas e programação aberta a todos os ritmos e estilos musicais. É essa variedade de estilos musicais, associada a uma proposta sociocultural, que garante o sucesso e a continuidade do Projeto Música no Parque.