VITÓRIA PERDEU MAIS UMA E FICARÁ UM MÊS NA LANTERNA

         



Por Zédejesusbarreto
Dizer o quê ? Mais uma derrota, seis jogos sem ganhar, 10 gols de saldo negativo e o derradeiro lugar na competição, um mês com a lanterna na mão. Oito rodadas a apenas quatro pontos conquistados. Muito ruim. 


*
- Na Arena Barueri, interior paulista, noite fria, Oeste 3 x 0 Vitória, pela oitava rodada, a derradeira antes da parada geral para a realização da Copa América que começa sexta-feira (dia 14) e vai até 9 de julho em gramados brasileiros.
O Leão baiano entrou em campo ferido, segurando a lanterna da competição. O Oeste, com a dupla de zaga formada por ex-atletas do rubro-negro baiano (Kanu e Maracás), há cinco jogos sem vencer. Ambos rubro-negros e lutando por reabilitação.
*
Com a bola rolando
Quando a fase não é boa...
- Gol ! 1 x 0, Oeste, aos 33 segundos de jogo. O becão Zé Ivaldo, contra. Foi tentar cortar uma cabeçada pingada na pequena área e bateu de canela na bola, pra trás.
Ao time baiano, pois, restava só sacudir a poeira, assimilar o golpe e partir pra cima. Ao ataque! Descontar a pancada. Aos poucos, equilibrou, usando bem as laterais do campo, com Levine de um lado e sobretudo Wesley do outro, arisco.
O Oeste fechou-se, arriscando só em contragolpes, alguns perigosos, como aos 23 minutos, Ronaldo salvando o segundo, de Bruno. Aos 29’, o time da casa teve um gol mal anulado; o bandeira viu um impedimento do atacante paulista. Chiadeira dos donos da casa.
O Leão brigando, pressionando. Aos 38’, Levine arrancou pela direita, cruzou rasteiro e Wesley bateu de prima mas o goleirão Glauco salvou. Aos 43, o mesmo Wesley tentou de fora, Glauco espalmou. Foi-se o primeiro tempo.
*
O Vitória voltou dos vestiários em cima, querendo, precisando. No abafa, bolas alçadas, duas vezes Glauco apareceu salvando o empate, logo no começo. Do outro lado, outra bola na rede da equipe baiana, outra marcação de impedimento, desta vez acertada, gol anulado.
Pra piorar, o menino Levine saiu sentindo fortes dores no joelho, por volta dos 10 min. Foi substituído por Nickson.
Pouca técnica, mas um jogo corrido, aberto. Aos 12, ÉLvis disparou da entrada da área e Ronaldo espalmou. Aos 20’, saiu Anselmo Ramon e entrou Neto Baiano. Nickson bateu falta tirando casquinha na trave paulista. Neto entrou com vontade, incomodando, testando, dividindo, mas nada de golear. Na pressão dos baianos, a moçada do Oeste começou o cai-cai, na moita ... Gedoz, fora de ritmo, no lugar de Rui. E Neto a perder gols. Daí ...
- Gol ! 2 x 0, Bruno Gonçalves, aos 31’. Cruzamento do lateral Alyson, da esquerda, no chão, a defesa baiana cochilou e ... o centroavante chegou na pequena área, batendo. Ducha fria.
O Leão barreado e perdidão em campo, brigando à toa. O Oeste, mesmo gastando tempo, sem querer mais jogo, achou mais um:
- Gol ! 3 x 0, Roberto, já nos acréscimos, fechando o caixão. A defesa dormiu de touca e o meia paulista cacetou de canhota.
Acabou. Triste.
*
- Ficha Técnica
Oeste Barueri: Glauco, Cicinho, Kanu, Maracás e Alyson; Thiaguinho, Roberto e Elias; Élvis, Bruno (Gonçalves) e Lídio. Treinador, Renan Freitas.
Vitória : Ronaldo, Van, Éverton Sena, Zé Ivaldo e Capa; Gabriel Bispo, Marciel e Rui; Levine (Nickson), Anselmo Ramon (Neto Baiano) e Wesley. Treinador, Osmar Loss.
No apito, Eduardo Thomaz de Aquino (GO), fraco. Mais fraco ainda os bandeiras/auxiliares.
*
Destaques
O menino Wesley bem que tentou, tentou ...
- Estranhíssimo o vídeo postado pelo presidente do Vitória nas redes declinando nome de vários atletas seus que estão com teor de gordura no corpo acima do normal. Entregando e cobrando. Vazou ou foi proposital?
No mínimo inusitado, para não dizer desrespeitoso com os jogadores. Esses assuntos normalmente são tratados, discutidos e resolvidos intramuros, nos vestiários. Mas... É o estilo do ‘homão’. Funciona?
**
Série A
Nesta quarta à noite, às 21h30, o Bahia encara o Internacional no estádio Beira Rio, em Porto Alegre. O Tricolor tem desfalques importantes: o meio-campista Gregore, talvez o mais regular jogador da equipe, líder em campo; e o avante Artur, o criador das melhores jogadas ofensivas, e Elber, o articulador dos contragolpes pelas beiradas. Os dois primeiros suspensos, por cartões amarelos, o terceiro com lesão na coxa.
Se já era difícil, ficou mais ainda. Por isso é importante ter um grupo forte, com reservas à altura.
**
Copa América
Salvador já respira nesse fim de outono um clima de Copa América, competição internacional, continental que terá cinco jogos na Fonte Nova. O primeiro, um grande clássico: Argentina x Colômbia. Casa cheia, todos os ingressos vendidos, Messi (pra mim, disparado, o melhor do mundo) em ação pela primeira vez na Bahia. Quem não quer vê-lo em campo?
As duas delegações já na capital baiana. Os hermanos do Sul treinam no Barradão e os vizinhos do Norte em Pituaçu. Jogaço de bola !

**