Samba Junino encerra programação cultural do Pelourinho

         



O São João acabou, mas os festejos juninos continuam no Centro Histórico de Salvador. Neste domingo (30), as ruas do Pelourinho serão tomadas pelo IV Festival de Samba Junino da Liga do Samba Junino.

A festa começa nas ruas do Centro Histórico a partir de 19 horas com arrastões que irão ocupar os becos e ruas do Pelourinho. Três arrastões sairão do Cruzeiro de São Francisco, com os grupos Samba Duro de Terreiro, Zumbaê e Samba Duro VS.  No mesmo horário sairá mais três do Largo do Pelourinho, em frente à Igreja do Rosário dos Pretos com os grupos Samba Neguinho, Bicho da Cana e Sambalança. E da Praça da Sé sai também sairão três arrastões com os grupos Samba Balão de Ouro, Samba Papelão e Samba do Morro. Os arrastões irão percorrer as ruas e largos do Centro Histórico em direção à Praça Tereza Batista. 

"O Samba Junino é um movimento cultural que existe há mais de quarenta anos em alguns bairros populares de Salvador. Nosso objetivo é fortalecer cada vez mais a cultura do Samba Junino em nossa cidade. E para dar mais visibilidade a este movimento cultural, soteropolitanos e turistas irão se divertir gratuitamente com mais uma edição do festival neste domingo no Centro Histórico”, afirmou o diretor de relações institucionais da Liga do Samba Junino e vocalista da Mucum"G, Nonato Sanskey.

 O quarto Festival de Samba Junino da Liga do Samba Junino conta com o apoio do Governo do Estado através da Bahiatursa e todas as atrações serão gratuitas. Mas, os festejos pelo Samba Junino não param por aí. Os soteropolitanos e turistas que chegarem mais tarde poderão assistir ao show do Samba Santo Amaro às 20h e o Sambão da Mucum’G a partir de 22 horas, ambos na praça Tereza Batista.

 Sobre o Samba Junino:

O samba junino representa uma expressão cultural genuinamente soteropolitana, marcado pela rítmica do samba duro, disseminada há pelo menos 40 anos em diversos bairros de Salvador. Os bairros tradicionais que realizam os festejos são Engenho Velho de Brotas, Engenho Velho da Federação, Federação, Fazenda Garcia, Tororó, Nordeste de Amaralina, dentre outros. Em fevereiro de 2018,  o Samba Junino foi reconhecido como Patrimônio Imaterial de Salvador.

 Sobre a Liga do Samba Junino:

A Liga do Samba Junino é uma associação que foi criada em 2013 com o objetivo de fortalecer os grupos de Samba Junino em nosso estado e, incentivar o reconhecimento desta manifestação cultural. A Liga é composta pelos grupos Samba do Morro, Mucum"g, Os Mulatos, Zumbaê, Samba Neguinho, Samba Duro VS, Balão de Ouro, Sambalança, Bicho da Cana, Samba Duro de Terreiro e Samba Santo Amaro.

 

Serviço:

IV Festival de Samba Junino da Liga de Samba Junino

Quando: 30 de junho de 2019 a partir de 19h

Local: Ruas e praças do Centro Histórico

Valor: Gratuito