Vereador Odiosvaldo Vigas será homenageado pela Associação de Terreiros Egbé Axé

         



O Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, comemorado em 25 de julho pela Associação de Terreiros Egbé Axé, também terá homenagem da entidade ao vereador Odiosvaldo Vigas (PDT). O pedetista participa da entrega do troféu às homenageadas da “7ª Edição do Prêmio Mulheres Negras Contam Sua História”, no Teatro Gregório de Mattos, às 17h30, e premia 11 mulheres negras consagradas, não consagradas e de terreiros. Haverá apresentações culturais dos cantores Lazzo Matumbi e Beto Jamaica, do Grupo Mestra do Saber (mulheres que tocam atabaques) e do Grupo de Teatro da Polícia Militar.

Odiosvaldo salienta que a Associação, criada em 2011, é uma entidade religiosa que estimula a integração e apoiadora de manifestações e iniciativas do povo de santo. Trabalha ainda pela ampliação da igualdade racial, combate a intolerância religiosa e racismo e atua no empoderamento da mulher negra e mulher de terreiro. A organização reúne cerca de 120 entidades religiosas de matriz africana da Bahia e é dirigida pela Yalorixá Diana de Oxum, neta do Gantois.

Segundo Diana de Oxum, desde sua criação, a entidade leva aos terreiros associados cursos de capacitação e qualificação profissonal para que as mulheres, jovens e crianças atuem como multiplicadores de seus direitos previstos por lei dentro de suas instituições. “Temos ainda como ações afirmativas a realização de seminários, encontros, cursos e ciclos de palestras para fortalecer o papel da mulher de axé na sociedade e a qualificação profissional dos seus filhos de santo”. Para o Egbé Axé, a qualificação através da educação é a solução mais forte no combate à intolerância religiosa e violência contra as mulheres, jovens e crianças de Salvador.