A minha negra e a Mangueira

         



Por Henrique Ribeiro
I
A minha negra
Entrou na minha
Mangueira
Quase morreu de
Tanto gozar
Adorou a mangueira
Entrar
II
A minha negra
Entrou no Morro da
Mangueira e quase
Morreu por lá
Levou dois tiros
Repudiou, no Morro
Da Mangueira, entrar
III
A minha negra
É inexperiente
Queria conhecer
Todas mangueiras
E viu que não é fácil
Que nem em toda
Mangueira
Pode entrar
IV
A minha negra
É mesmo uma
Danada
Após dois meses
Que ela quase morreu
Com dois tiros que levou.
Eu encontrei ela chupando manga
Numa grande
Mangueira trepada