Bahia empata com o Goiás

         



Foto: Romildo de Jesus
Numa tarde de domingo (18) de pouca sorte e muita raça, o Bahia, atuando com um jogador a menos desde os 6 minutos do primeiro tempo, superou a inferioridade numérica e conseguiu buscar um empate contra o Goiás, na Arena Fonte Nova.

Com o resultado, o Esquadrão tem 21 pontos na tabela, e termina a 15a rodada na 10a posição da Série A. A equipe volta a campo pelo Brasileirão no próximo sábado (21), fora de casa, contra o Atlético-MG.

O jogo nem havia começado e o Bahia sofreu seu primeiro baque ainda no aquecimento, com o artilheiro Gilberto sentindo uma lesão muscular, sendo vetado para o duelo. Com Fernandão em seu lugar, a falta de sorte seguiu perseguindo o Tricolor que, aos 6 minutos, em lance revisado pelo VAR, teve Moisés expulso após rigorosa interpretação da arbitragem.

Com um a menos em campo, o técnico Roger teve que abrir mão do esquema com quatro atacantes para colocar Giovanni na vaga de Élber. Ainda que inferiorizado, foi do Esquadrão os melhores lances da etapa inicial, usando os contra-ataques e a velocidade de Artur Victor para equilibrar as ações. Já o Goiás mal ameaçava o gol Douglas.

Aos 33, contudo, num lance de escanteio e único de real perigo do adversário em toda etapa inicial, o time goianiense abriu o placar com um gol de Fábio Sanchez, numa cabeçada sem defesa para Douglas. Antes disso, o Bahia criou duas boas oportunidades com Artur Victor, aos 19, em chute da entrada da área, e com Lucca, aos 26, num arremate de longa distância.

Com o Goiás atuando nos contra-ataques, o Bahia fez logo uma mudança nos primeiros minutos da etapa final, com o meia Guerra no lugar do lateral Ezequiel. Bem postado e fazendo a bola girar rápido no meio-campo, o Tricolor seguiu melhor que o adversário e criou duas ótimas chances de empatar com Fernandão, aos 14, numa cabeçada que obrigou o goleiro a fazer um milagre, e aos 15, tirando tinta da trave, novamente pelo alto.

Empurrado por mais de 29 mil torcedores, que viram o brio do time em se superar, o Esquadrão chegou ao empate justamente com Guerra, que num rebote de uma bola mal afastada pela zaga do Goiás, emendou de primeira e fez a Fonte Nova vibrar com o 1 a 1.

O time visitante passou então a se lançar mais no ataque e a levar perigo, sobretudo em fortes chutes da entrada da área com o meia Marlone. O Bahia passou a se arriscar menos e a tentar o jogo de transição, conseguindo bons chutes com Artur, mas o duelo terminou mesmo em igualdade e com aplausos da torcida, que reconheceu o esforço do Tricolor.

O Bahia atuou com Douglas; Ezequiel (Guerra), Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Ronaldo, Flávio, Lucca (Arthur Caíke), Elber (Giovanni) e Artur; Fernandão.
*Do EC Bahia