Paulo Tiroli, Product Owner da Atech

         



Por Paulo Tiroli
O conceito de indústria 4.0 – também chamado de manufatura avançada - reúne máquinas inteligentes, ferramentas avançadas de análise e profissionais altamente colaborativos e multidisciplinares. Essa indústria que desponta – mas que já é realidade em alguns setores – faz uso intensivo de dados, usa formas ágeis de resolver seus desafios, integrando sistemas, máquinas, produtos e pessoas, em fluxo contínuo.

 

Nesse novo modelo, a tecnologia amplifica os ganhos obtidos com processos mais ágeis e enxutos, reduzindo ainda mais os custos e permitindo a flexibilização a produção, mas é a manufatura enxuta, baseada na gestão Lean, a base para se atingir esse novo patamar de eficiência.

 

A gestão Lean tem como princípios simplificar e agilizar a cadeia produtiva, criando valor pela redução de desperdício, o que gera maior produtividade com a redução de custo e tempo de produção. Princípios que guiam a indústria 4.0. Então, como uma filosofia e um conceito podem caminhar juntos?

 

A estrada de tijolos amarelos

 

No mundo dos negócios, a estrada de tijolos amarelos, caminho usado por Dorothy para chegar à Cidade das Esmeraldas em o Mágico de Oz, não tem um destino final. Enquanto Dorothy queria voltar para casa, a nova versão da estrada marca uma jornada rumo à indústria 4.0, um caminho contínuo. Certamente as novas cadeias de produção estarão sempre se aprimorando, incorporando inovadoras tecnologias.

 

A gestão Lean pode funcionar como a estrada de tijolos amarelos, pavimentando o caminho e aproveitando as sinergias até chegar à indústria 4.0. Em linhas gerais, a implantação dos princípios Lean permite eliminar desperdícios, aumentar a produtividade por meio de processos ágeis e flexíveis e implementar melhorias contínuas. E o conceito da Indústria 4.0 envolve flexibilidade, eficiência e melhoria contínua da produtividade e da qualidade.

 

Confira os sete desperdícios apontados como pontos de atenção pela gestão Lean e como eles se encaixam no conceito da fábrica inteligente da indústria 4.0:

 

  • Super produção
  • Tempo de espera
  • Transporte
  • Excesso de processamento
  • Excesso de inventário
  • Excesso de movimentos ou manobras no chão de fábrica
  • Número de defeitos

 

Já os princípios da indústria 4.0 incluem, entre outros, a capacidade de acompanhar a produção em tempo real, com a possibilidade de fazer ajustes também em tempo real. E também a modularidade, que permite planejar a manufatura em módulos para que a indústria possa se planejar de acordo com a demanda, assim como personalizar produtos. Outro princípio é a descentralização, onde as máquinas não apenas recebem comando, mas também fornecem informações sobre o seu ciclo de trabalho.

Como podemos verificar, esses princípios da indústria 4.0 estão conectados ao fim dos excessos previstos pela gestão Lean, como superprodução, tempo de espera...

 

A gestão Lean é que também vai ajudar a otimizar, enxugar e padronizar processos, construindo uma cultura de excelência operacional, envolvendo toda a organização e aproveitando a transformação digital da indústria 4.0, automatizando processos, integrando dados e gerando insights para tomada rápida de decisão.

 

Assim, vemos que a gestão Lean e a indústria 4.0 são complementares, já que para que a manufatura enxuta deixe de ser um conceito e se transforme em realidade, é preciso ter fluxos e processos bem definidos e ágeis, com informações em tempo real, e que os desperdícios tenham sido reduzidos.
---------------------------------------------

Paulo Tiroli, Product Owner da Atech