Azulare assina projeto de energia solar para nova sede da Secretaria de Sustentabilidade Inovação e Resiliência

         



Quem passa pelo bairro do Comércio, em Salvador, não tem como não avistar um enorme prédio repleto de plantas na fachada. Trata-se da nova sede da Secretaria de Sustentabilidade Inovação e Resiliência (Secis) que está aplicando em sua estrutura física diversas iniciativas sustentáveis. Além dos mais de 200 metros quadrados de verde, o imóvel conta com uma série de inovações tecnológicas, entre elas, a aplicação de placas de geração de energia solar implantadas no terraço, sob responsabilidade da empresa Azulare Engenharia.

 

Para Lucas Daltro, sócio-diretor da Azulare, “quando a Prefeitura se propõe a ter o edifício sede de uma das suas secretarias aplicando iniciativas de sustentabilidade como a geração de energia solar, ela serve de exemplo e referência para outros governos, empresas e a sociedade como um todo”. Também conhecida como energia solar fotovoltaica, ela é obtida através da conversão direta da luz do sol em eletricidade por meio do efeito fotovoltaico. A célula fotovoltaica, um dispositivo fabricado com material semicondutor, é a unidade fundamental desse processo de conversão.

Já tendo desenvolvido projetos em residências, lojas, supermercados e participado da edição da Casacor de Salvador em 2018, a oportunidade de executar o trabalho na Secis surgiu a partir de uma licitação, do qual a empresa participou pela primeira vez e foi vencedora. “Além da oportunidade de aplicar nosso conhecimento em prol desse projeto tão importante para a nossa cidade, participar desse processo possibilitou o fortalecimento da marca e o crescimento da maturidade organizacional da Azulare”, explica o sócio-diretor.

O investimento no valor de R$ 53.500,00 foi destinado à elaboração do projeto, homologação junto à concessionária de energia (Coelba), fornecimento de todos os equipamentos e materiais, instalação, comissionamento e treinamento operacional. Ao todo, foram instaladas 34 placas fotovoltaicas que irão alimentar com energia limpa e renovável o prédio de três andares, localizado à Rua da Grécia, no histórico bairro que dialoga entre inovação e tradicionalismo. A inauguração da nova sede da Secis está prevista para o mês de setembro.

Projeto e tecnologia empregada

 

O sistema de energia solar fotovoltaica está composto por 34 módulos (painéis fotovoltaicos) com potência unitária de 390 Wp e 01 inversor com potência de 12,5 kW. A potência nominal total é de 13,26 kWp, o que significa uma produção de energia de 17.139 kWh por ano. Os módulos ocupam uma área aproximada de 75 m².

 

Como forma de maximizar a geração de energia nesse projeto, foram escolhidos módulos com a mais alta tecnologia disponível comercialmente no mercado (PERC), cuja principal vantagem é obter células fotovoltaicas com menor uso de matéria prima e de alta eficiência. A vida útil mínima do sistema é de 25 anos, já que há garantia do fabricante que, nesse tempo, os painéis fotovoltaicos terão rendimento mínimo de 80% da potência projetada inicialmente.

 

Sobre a Azulare

 

Fundada em 2016, “o nome Azulare vem da junção da palavra Azular, que significa tornar azul, dando a ideia de natureza e limpeza (céu, mar) e a letra E, de energia. Em linhas gerais, Azulare quer dizer limpeza + sustentabilidade + energia”, explica Lucas Daltro. O objetivo da empresa é ampliar o alcance dos negócios sustentáveis até o final de 2019, buscando investir cada vez mais em tecnologia e consolidação da marca, sempre alinhado com seu propósito de impulsionar a sintonia entre as pessoas e o planeta. Mais informações em http://www.azulare.com.br/