Atirador deixa ao menos cinco mortos e dezenas de feridos em ataque nos EUA

         



Um atirador deixou ao menos cinco mortos e ao menos 21 feridos após um ataque no Texas, nos Estados Unidos, ontem, 31, de acordo com a polícia local. Segundo testemunhas, uma pessoa foi vista dirigindo pelas cidades de Odessa e Midland enquanto atirava contra pessoas de maneira aleatória.

A polícia diz ainda que um suspeito - um homem branco - foi baleado e morto e que não há incidentes com tiros ocorrendo no momento. Outros suspeitos estão sendo investigados. A polícia informou que ainda não identificou o que teria motivado o crime.

"Um sujeito (possivelmente dois) estão dirigindo em Odessa enquanto atiram em pessoas aleatórias", disse mais cedo a polícia de Odessa em um post no Facebook.

A polícia da cidade vizinha de Midland afirmou: "Acreditamos que há dois atiradores em dois veículos separados. Os dois veículos em questão são: um pequeno caminhão Toyota dourado/ branco e um furgão do serviço de postagens americano. Fique longe dessas áreas e mantenha-se dentro de casa. "

Posteriormente, eles postaram: "Foi confirmado que o atirador ativo foi morto a tiros no Cinergy (rede de cinemas) em Odessa. Não há atirador ativo no momento. Todas as agências estão investigando relatos de possíveis suspeitos".

O tiroteio de sábado aconteceu exatamente quatro semanas depois de um atirador matar 22 pessoas e ferir outras 24 na cidade texana de El Paso.

Em um tweet, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que estava sendo informado sobre os tiroteios no Texas.

Mais tarde, em uma coletiva de imprensa, o vice-presidente Mike Pence disse que ele e governo Trump "permanecem absolutamente determinados a trabalhar com líderes de ambos os partidos no Congresso para tomar medidas que possamos enfrentar e resolver essa praga de atrocidade em massa no nosso país".