“Bruno Reis se viabilizará se for desejo de ACM Neto”, diz Léo Prates

         



O secretário municipal de Saúde (SMS), o deputado estadual licenciado Leo Prates (DEM), disse, ontem, que o futuro político do vice-prefeito Bruno Reis (DEM) está nas mãos do prefeito ACM Neto (DEM). Isto porque, segundo Prates, o número 2 do Palácio Thomé do Sousa só conseguirá se viabilizar para ser candidato à sucessão se tiver um apoio do mandatário do Executivo soteropolitano.

“Eu acho que o Bruno Reis se viabilizará se for o desejo do prefeito, porque acho que ACM Neto é, como diz no popular, um monstro. ACM Neto tem na última pesquisa (do Instituto Paraná Pesquisas) 23% na espontânea. É um número expressivo e mostra a capacidade de transferência de votos imediato”, avaliou Prates, em entrevista à Rádio Câmara Salvador. Perguntado se pode ser o candidato de ACM Neto, o titular da SMS se esquivou.

“Quanto a mim, tenho três nortes. O bom Deus, o povo de Salvador e ACM Neto. O meu candidato será o candidato de ACM Neto. Isso estou fechado. Sou deste projeto”, frisou. Para Prates, é importante que se discuta neste momento uma agenda para cidade após a atual gestão. “Talvez, ACM Neto tenha sido o maior prefeito da história. Mas todo mundo quer crescer. Quais os nossos planos? Os projetos? Acho que é isso que a gente tem que começar a projetar na cabeça do cidadão. Qual é a agenda para a cidade a partir de 2020? É isso que eu defendo. É isso que temos que observar, que temos que debater. Temos sempre que renovar. A gestão de ACM Neto conseguiu ano a ano se renovar por isso. Ele renovou”, observou.

Para ele, o sucessor de ACM Neto terá uma árdua tarefa. “O parâmetro de ACM Neto quando entrou (na prefeitura) era ‘um’. A comparação vai ser imediata entre a futura gestão e a gestão atual. O parâmetro da cidade está muito alto. O retrovisor vai ser uma sombra sempre. Por quê? Porque a cidade vai querer partir deste patamar para cima. O parâmetro vai ser muito alto”, frisou.
*Da Tribuna