Jovem estilista do Calabar expõe no Pelourinho

         



Desde os 5 anos de idade, Daniel Santos de Jesus, hoje com 14 anos, nascido e criado no bairro do Calabar, já sabia quais profissões seguir: ser um renomado estilista e também um veterinário. O menino que hoje tem mais de 100 desenhos de vestidos feitos a mão, seja na folha de papel ofício ou mesmo numa agenda, está prestes a dar mais um passo na realização dos seus sonhos. Ele estreia a exposição “Criança Tramando Moda - 2”, amanhã (08), às 09h, no Museu Eugênio Teixeira Leal, no Pelourinho. A mostra ficará em cartaz até o dia 30 de outubro e o acesso é gratuito.

 

Em 2017 aconteceu a primeira edição da exposição na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia (UFBA), no Canela. A ideia veio da professora de Daniel, Lígia Caldeiras, que em 2013 já tinha promovido um desfile de bonecas, com 23 roupas criadas pelo garoto. “Percebi que ele estava desenhando lindamente, então, costurei os vestidos com as artes dele e fiz o evento na escola que ele estudava, foi um sucesso”, conta.

 

Lígia diz que o garoto sempre foi muito dedicado. “Se deixar, ele passa o dia todo desenhando. Hoje ele está mais maduro e talentoso”.  Daniel já entende a sua predileção por peças de roupa feminina em seus desenhos. “Acho bem mais bonito, permite colocar mais cores e as pessoas podem usar no dia-dia. Para mim o vestido é um tipo de roupa que é mais fácil ter acesso. Espero que seja um sucesso e que todo mundo vá”, afirma o garoto, que mora com a mãe e o irmão em uma casa simples no bairro do Calabar.