A TECNOLOGIA PARA RESIDÊNCIAS É A CHAVE DO FUTURO

         



Por Joaquim Venancio
Você já parou para pensar em como a tecnologia tem impactado a vida das pessoas? De dez anos para cá, muita coisa mudou. Hoje, é possível encontrar soluções simples de locomoção com apenas um toque no celular, seja para pedir um motorista de aplicativo ou liberar um patinete compartilhado, pagar qualquer coisa sem sair de casa, escolher um filme ou série para assistir e até mesmo, autorizar a entrada e saída de visitantes na sua residência ou reservar espaços comuns sem ter que se comunicar com a portaria.
Ao me deparar com tantas transformações, tenho a certeza de que soluções tecnológicas são mesmo a chave para o futuro e com frequência me pergunto: para onde vamos agora? Falando do mercado em que atuo, acredito que soluções para automação de residências, bem como o conceito de casas conectadas, fazem parte de um mercado que deve ser bastante promissor nos próximos anos.
O conceito de dispositivos e apps baseados no uso da internet das coisas (Iot) será o principal agente nas inovações do setor para os próximos anos. Segundo estudo realizado pela IDC, empresa líder em inteligência de mercado e consultoria, 10% dos valores destinados ao investimento nessa tecnologia serão aplicados no setor de residências conectadas.
Hoje, automações residenciais e equipamentos conectados, como displays que controlam câmeras, temperaturas e objetos eletrônicos, já são realidade em 4% das residências brasileiras, ainda de acordo com o mesmo estudo. Em um futuro próximo, essa é uma lógica que só tende a crescer.
Outras tendências importantes para o futuro das moradias na próxima década tem relação com as preocupações e necessidades dos consumidores dessa e das próximas gerações. Um estudo encomendado junto a IDC pela Positivo, empresa líder de tecnologia no mercado, aponta que 80% dos brasileiros de classe média têm interesse em segurança. E, quando se fala em mercado, 60% das iniciativas em IoT serão baseadas em soluções de proteção.

Apesar de sermos uma empresa com o DNA de tecnologia, na Noknox, entendemos a necessidade do capital humano em qualquer uma das tendências citadas acima. É por isso que procuramos criar soluções que façam com que o usuário fique seguro otimizando a sua conexão com os outros players do condomínio como porteiros, vizinhos e síndicos. A nossa ideia é misturar comunicação com praticidade, conforto e segurança, valores tão procurados pelos usuários assíduos de ferramentas modernas ultimamente.
Em resumo, apesar de enxergar o grande papel da tecnologia, automação e de tendências de consumo colaborativo, acreditamos também na necessidade de aliar o uso dessas soluções a melhora da vida e do trabalho das pessoas, ao invés de substituí-las. E é nesse caminho que pretendemos seguir nas próximas décadas!

Joaquim Venancio, CEO e fundador da Noknox, uma plataforma que tem como objetivo conectar pessoas aos seus lares e locais de trabalho unindo praticidade, segurança e conforto.