Bolsonaro marca 1 ano de governo com descontrole

         



Na semana em que celebraria 1 ano de sua eleição à Presidência da República, Jair Bolsonaro provou novamente seu total destempero e despreparo para ocupar seu atual cargo.Após enaltecer seu mandato até então, o presidente recebeu um duro golpe no formato de uma reportagem promovida pela Rede Globo durante esta semana e protagonizou um verdadeiro show em suas redes sociais. Relembre sua atividade na internet nos últimos dias.

Na segunda-feira (28), Bolsonaro completou um ano no poder. Para relembrar sua vitória nas urnas em 2018, ele destacou alguns de seus feitos no cargo e agradeceu a população.

 

Jair M. Bolsonaro
 
@jairbolsonaro
 
 

- Há um ano 57 milhões de brasileiros me elegiam Presidente da República.
- Obrigado a vocês pela missão.
- DEUS SALVE A AMÉRICA DO SUL.

Ver imagem no Twitter
 
14,7 mil pessoas estão falando sobre isso
 
 

“Há um ano, a minha eleição. Em 10 meses de governo: mais de 760 mil empregos formais gerados; menos 22% de assassinatos, quase 8 mil vidas salvas; menos de 12% de estupros. Estamos devolvendo a dignidade que a esquerda tirou dos brasileiros”, atacou.

Na terça-feira (29), Bolsonaro celebrou um acordo bilionário realizado durante sua viagem à Ásia. O fundo soberano da Arábia Saudita prometeu investir até US$ 10 bilhões em projetos no Brasil.

De acordo com o ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni, obras de infraestrutura serão os principais pilares de investimento, como a da ferrovia Ferrogrão, que liga o Mato Grosso ao Pará.

 

Jair M. Bolsonaro
 
@jairbolsonaro
 
 

Fundo bilionário dos Emirados elevará investimentos no Brasil. “Estamos assistindo a uma transição para um ambiente incrivelmente amigável para investidores”, disse empresário árabe. Waleed Al Muhairi, vice-presidente do grupo Mubadala, pretende elevar investimentos no Brasil.

Ver imagem no Twitter
 
5.849 pessoas estão falando sobre isso
 
 

Segundo Bolsonaro, Mudabala “é um dos dois grandes fundos soberanos dos Emirados Árabes Unidos. Intenção é investir em portos, estradas, mineração, imóveis e entretenimento”.

O acordo foi selado após o encontro de Bolsonaro com o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman. Outros cinco países já receberam investimento do fundo soberano, como Estados Unidos, Japão, França, África do Sul e Rússia.

A boa notícia, entretanto, deu espaço a mais uma bola fora do deputado federal Eduardo Bolsonaro. O filho do presidente recebeu uma dura resposta de Estanislao Fernández, de 24 anos, filho o novo presidente da Argentina, Alberto Fernández, após essa publicação.

 

Eduardo Bolsonaro🇧🇷
 
@BolsonaroSP
 
 

OBS: isso não é um meme. https://twitter.com/DougDavid_/status/1189004054065799169 

Đօʊɢʟǟֆ Đǟʋɨɖ@DougDavid_
 

Filho do presidente da Argentina / Filho do presidente do Brasil

Ver imagem no Twitter
Ver imagem no Twitter
 
18 mil pessoas estão falando sobre isso
 
 

Eduardo publicou uma imagem provocativa em seu Twitter, onde aparece segurando uma arma. Ao seu lado está o argentino posando para uma foto enquanto fazia cosplay. Na legenda, o deputado ainda salientou: “isso não é um meme”.

Estanislao, que se veste de drag queen, respondeu a provocação em português. “Irmãos brasileiros, estamos juntos nessa luta. Os amo”. Em outra publicação, disse que tanto a Argentina quanto o Brasil devem se unir contra o ódio. “Lembre-se de que o amor sempre vence o ódio e entre nós temos que cuidarmo-nos sempre”.

 

👽𝕯𝖄𝕳𝖅𝖄 👽@dyhzyx
 
 

Irmãos brasileiros, estamos juntos nessa luta. Os amo. 🏳️‍🌈💕

 
1.331 pessoas estão falando sobre isso
 
 

Na quarta-feira (30), enfim explodira a maior crise de Bolsonaro contra a Rede Globo. O Jornal Nacional noticiou uma reportagem apontando que um dos suspeitos da morte da vereadora Marielle Franco no ano passado se reuniu com o ex-policial militar Ronnie Lessa, outro acusado pelo crime, no condomínio do presidente, no Rio de Janeiro. Vale destacar que a visita ocorreu no mesmo dia da morte da vereadora.

Ao entrar, o homem teria dito ao porteiro do local que iria na casa de Bolsonaro. No dia e horário, entretanto, o nome do presidente consta na lista de presença da Câmara dos Deputados em Brasília. A citação do nome tornou obrigatório que o Supremo Tribunal Federal investigue o caso.

Ao tomar conhecimento da publicação, Bolsonaro não perdeu tempo antes de ir às redes sociais e responder a matéria. Visivelmente irritado, o presidente ofendeu a emissora e ameaçou a renovação de concessão no futuro.
------------------------------------------
*Do Yahoo