Deputados do PSL querem quebra do sigilo do cartão corporativo de Bolsonaro

         



O sigilo do cartão corporativo de Jair Bolsonaro poderá ser quebrado por pedido de deputados do PSL. É o troco que dão à exigência do ocupante do Planalto de fazer uma devassa nas contas do partido. Bolsonaro e seus aliados mais próximos estão em guerra com o PSL pelo controle dos milionários fundos eleitoral e partidário da sigla.

Eles argumentam que falta isonomia ao titular do Executivo, que exige a devassa nas contas do partido, mas mantém em segredo o detalhamento de seus gastos com alimentação e transporte.

Essa ala do PSL lembra que, quando deputado, Bolsonaro reivindicava transparência no uso da verba presidencial. Agora, parece ter se esquecido do assunto.

Entre esses deputados do PSL, há quem defenda recorrer ao Ministério Público Federal para pedir formalmente a descrição dos gastos do Palácio do Planalto.