Marta Rodrigues repudia ataque em bar LGBT

         



residente da Comissão de Direitos Humanos Makota Valdina, da Câmara Municipal de Salvador, a vereador Marta Rodrigues (PT) repudiou o ataque sofrido pelo bar LGBT Caras e Bocas, localizado na Avenida Carlos Gomes, na madrugada de domingo (1º).

Marta Rodrigues informou que deseja fazer uma reunião com as proprietárias e com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) para discutir medidas de prevenção e proteção às pessoas e aos estabelecimentos LGBTs.

A vereadora destacou a importância de cobrar políticas públicas efetivas dos poderes públicos para essa parcela da população. “Não podemos compactuar com o descaso com que o poder público trata os LGBTs do centro da cidade. Este caso evidencia esse abandono. Isso não pode ser ignorado e tratado como algo isolado”, pontuou.

Marta também criticou a gestão atual do país, em que, segundo ela, discursos de ódio e preconceito têm sido propagados. “Essa postura alimenta ainda mais esse tipo de crime na sociedade", frisou.

O caso

Marta Rodrigues explicou que a proprietária do bar sofreu inúmeros ataques nos últimos dois anos e, desta vez, o estabelecimento foi invadido por um homem, durante as apresentações de drag queens. “Ele quebrou o local, agrediu pessoas e ameaçou de morte as proprietárias. Ainda tentou ir ao bar LGBT Âncora do Marujo, também na Carlos Gomes, onde pretendia cometer as mesmas ações. Por pouco não aconteceu uma tragédia”, argumentou.