Tá chegando a hora de a bola rolar pra valer

         



Por Zedejesusbarreto
A temporada 2020 está nas bocas, pra começar, o torcedor ávido por bola. Pelo Campeonato Baiano tem uma rodada inicial cheia já no dia 22. A dupla Ba Vi vai disputar o Baianão com suas equipes sub-23, ou aspirantes, ou equipes de transição, como queiram.

O Leão, treinado por Agnaldo Liz, recebe o Jacobina, no Barradão. No mesmo dia e horário, à noite, o Bahia, atual campeão baiano, treinado por Dado Cavalcante, encara o Juazeirense, no estádio Adauto Moraes, no norte do Estado, na beira do São Francisco.

*

Completam a rodada: Bahia de Feira x Doce Mel (estreante); Atlético de Alagoinhas x Fluminense de Feira; Vitória da Conquista x Jacuipense.

**

Curtinhas:

- O Jacobina contratou o tinhoso e competente treinador Arnaldo Lira e quer surpreender este ano. Vai mostrar um atacante uruguaio, Lázaro Zoppi.

- O Fluminense de Feira aposta no veterano centroavante Nicácio, rodado, 37 anos, cria do Bahia, para fazer seus gols.

- O Jacuipense anunciou para o Baianão as contratações do lateral direito Railan, revelado pelo Bahia (estava no Red Bull) e o rodado meia Rafael Bastos, de 35 anos, também oriundo das bases tricolores.

- O Vitória da Conquista, treinado pelo competente Elias Borges, também vem reforçado: anunciou essa semana a contratação do avante Nathan, de 29 anos, nascido em Cruz das Almas, com passagem por Criciuma, Sergipe, Santa Cruz ...

- O Juazeirense está anunciando a chegada do xerife Kanu, aquele mesmo, ex-Vitória.

 

*

 

 

Nordestão

Com o time considerado titular, treinado por Geninho, o Vitória começa a jornada da Copa do Nordeste no dia 25, no Barradão, contra o Fortaleza, atual campeão da competição. No dia seguinte, 26, o Bahia treinado por Roger Machado estreia no Nordestão fora de casa, em Recife, contra o Santa Cruz.

Por ser uma competição nacional, os dois clubes estão priorizando a Copa do Nordeste. Muita expectativa dos torcedores, até por conta das caras novas.

*

Leão renovado

O Vitória fez uma renovação total, Geninho está montando uma outra equipe e tem reforços em todos os setores: defensivo, meio-campo e ataque. Foram nove contratações anunciadas até agora: Maurício Ramos, João Victor, Rafael Carioca (defesa), Gerson Magrão, Alisson Farias, Fernando Neto (meio-campo), Rodrigo Carioca Junior Viçosa e Vico (ataque). Pode chegar mais gente.

Uns três, quatro veteranos, acima dos 30, para dar sustentação e uma molecada abaixo de 23 anos pra correr, marcar, botar fogo. Em tese, correto. Mas só com o tempo, o decorrer dos jogos vamos saber se se vai encaixar, dar liga, se formarão mesmo um grupo coeso em campo, uma equipe competitiva. Geninho conhece o riscado.

*

Esquadrão de casa nova

O Bahia manteve a boa base do ano passado, inclusive a comissão técnica, onde se destacam o treinador Roger e o preparador físico Paulo Paixão. Três ou quatro reforços já confirmados (Daniel, Jadson, Clayson...), mas a diretoria continua negociando e garante que virão mais uns três/quatro: laterais, avantes de beirada e meio-campistas de chegada são prioridades.

*

A grande novidade do Esquadrão é, sem dúvida, o moderno CT Evaristo de Macedo, inaugurado no sábado, na fronteira dos municípios de Camacari/Dias d’Ávila. Foi uma festa, com mais de 7 mil torcedores presentes, aplaudindo os grande homenageados: O mestre Evaristo, o eterno ídolo Baiaco, o cronista Armando Oliveira, o torcedor-símbolo Ruby Confete e um ex-funcionário, o querido Aderbal. Respeitoso e digno.

E um memorial erguido (obra de Bel Borba) com os escombros da tragédia, em nome dos sete torcedores que morreram no fatídico desabamento de um pedaço de arquibancada da velha Fonte Nova. Mais que justo.

Que o futebol em campo corresponda aos investimentos. Axé !!!

**

Meninos eliminados

A garotada sub-20 de Bahia e Vitória caiu fora da Copinha, a Copa São Paulo de Juniors, logo no começo da segunda fase, o ‘mata-mata’ da competição. A dupla BaVi foi eliminada em cobranças de tiros livres da marca do pênalti, depois de empates no tempo normal de seus jogos. Os Leõezinhos empataram sem gols com o Paraná, pela manhã. E o Esquadrãozinho ficou no 1 x 1 contra o Athlético (PR). Aconteceu no sábado.

Não deixa de ser decepcionante e até preocupante. A garotada baiana mostrou-se abaixo do que se esperava. Pouco talento, mau condicionamento atlético e falta de jogo coletivo consistente, dinâmico. Ou seja, equipes sem grande poder de competitividade.

Significa que precisamos (ambos) rever desde a garimpagem de atletas até os métodos de treinamento. Afinal, trata-se de investir no futuro.

*

Das outras três equipes baianas que disputaram a competição – Jacuipense, Vitória da Conquista e Canaã – quem fez mais bonito foi o Jacuipense, que empatou com o Vasco e enfiou uma goleada de 8 x 2 no Carajás, mas caiu fora também.

 

**

 

Torneio Pré-Olímpico

De olho nas vagas sul-americanas para a disputa das Olimpíadas de Tóquio, no começo do segundo semestre, começa no dia 18 de janeiro, em gramados da Colômbia, o torneio Pré-Olímpico.

A seleção sub-23 do Brasil estreia contra o Perú, dia 18. No dia 22 enfrenta o forte Uruguai; depois a Bolívia, no dia 28, e encerra sua participação nessa fase classificatória no dia 31 de janeiro, contra o Paraguai. Desse grupo, dois seguem adiante para uma disputa de semifinais.

A meninada vai ter de correr e jogar muito se quiser estar no Japão. O Brasil, bom lembrar, é o atual campeão olímpico.

 

**

Notícia triste

Foi-se essa semana o ex-jogador Kleber Bubu, um dos irmãos Gonçalves, atletas que atuaram nos anos 60/70 no futebol baiano (Romenil, zagueirão xerife do Vitória; Carlinhos atacante goleador do Galicia e Bahia; Itamar, ponteiro do rubro-negro). Kleber jogou na dupla BaVi, atuava como zagueiro e meio-campista de boa técnica. Jogou também com Roberto Rebouças no Botafogo de Ribeirão Preto, em São Paulo. Aos 78 anos. Bom jogador e cidadão, gente boa. Que Deus o tenha.

 

**

Quinta-feira tem a Lavagem do Bonfim, festa de cunho religioso e popular, tradicional da Bahia.