Salvador em movimento na luta contra a gordofobia

         



Socialmente, o corpo gordo está relacionado a uma série de estigmas sociais e mitos. Entre eles o de que pessoas gordas não são saudáveis pelo simples fato de serem gordas. Mas será que só o peso, de forma isolada, é indicativo de doença? A patologização da gordura diz que não!!! Antes da acusação baseada em prejulgamentos e preconceitos sociais derivados de uma padronização estética, é preciso respeito e empatia. 

 

O movimento #FREESIIZE chega para incentivar hábitos saudáveis em prol da saúde e bem estar... e de quebra, o fortalecimento da luta contra a gordofobia. O projeto que nasceu da necessidade de visibilizar e incentivar boas práticas na prevenção de doenças e qualidade de vida para pessoas gordas, não apoia “dietas milagrosas” tão pouco o uso desenfreado das cirurgias bariátricas para fins estéticos disfarçados. "É preciso quebrar essas barreiras e alcançar todos os corpos para o ato de buscar viver com mais saúde e qualidade. O estímulo é essencial ara que pessoas gordas se sintam incluídas e  que entendam que é possível ser saudável, sem culpas.," diz Carla Leal, ativista gorda e líder da Liga Transforma.

 

Realizado pela LIGA TRANSFORMA (@ligatransforma), rede de fortalecimento entre mulheres, os aulões gratuitos chegam como forte arma na luta contra o sedentarismo, mostrando que todos os corpos, podem aderir a pratica exercícios físicos de forma leve e prazerosa. Sempre ouvimos falar que corpos gordos precisam malhar e se execitar... mas os locais para exercícios físicos e esportivos são na sua grande maioria excludentes e insensíveis. O ideal para startar o processo é encontrar um espaço acolhedor com profissionais qualificados e identificar uma atividade que mais te agrada”. diz Lourani Maria Baas, idealizadora da Liga Transforma e do Movimento #FreeSiize.

 

A PRIMEIR EDIÇÃO DO FREESIIZE

 Com chuva e sol, o Jardim dos Namorados (Pituba, Salvador-BA) recebeu no último sábado a primeira edição do #freesiize, em um aulão completo de alongamento, zumba, boxe dance/técnica para participantes muito animadas sob a coordenação do instrutor oficial do projeto, o educador físico Anderson Silva. “O Freesize pra mim é um movimento necessário na quebra da ideia errada de que gorda não exercita”, diz Isabele da Costa, fotografa autoral bodypositive e líder da Liga Transforma.