AEROPORTO DE SALVADOR E ANVISA APRESENTAM PLANO DE CONTINGÊNCIA CONTRA O CORONAVÍRUS

         



Funcionários de companhias aéreas e órgãos públicos, operadores de rampa, equipe do posto de atendimento pré-hospitalar do Aeroporto (PAPH), dos terminais de cargas e abastecedores conheceram nesta semana o Plano Especial de Contingência contra o Coronavírus, desenvolvido pelo Salvador Bahia Airport em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 

O documento aborda as responsabilidades de todos os elos envolvidos no atendimento a um eventual suspeito de infecção pelo Coronavírus, e procedimentos para isolamento, retirada e encaminhamento ao hospital de referência determinado pela Secretaria de Saúde do Estado. Além de padronizar os procedimentos, o Plano facilita e agiliza as ações de contenção de possível suspeito, protegendo os demais usuários.

 

O objetivo da reunião foi difundir informações de cunho preventivo, já conhecidas pela equipe de funcionários diretos do Salvador Bahia Airport e por todos aqueles que lidam diretamente com atendimento ao público, para o restante da comunidade aeroportuária. “Quanto mais pessoas estiverem preparadas para identificar passageiros com sintomas da enfermidade e adotar as medidas adequadas após isso, lidaremos com a questão de maneira mais rápida e eficiente”, disse Jader Depa, coordenador de Resposta à Emergência Aeroportuária do Salvador Bahia Airport sobre a importância do compartilhamento do Plano. Até o momento, não foram identificados passageiros com sintomas do novo coronavírus.

 

Medidas preventivas

Para evitar a propagação do agente etiológico, o Salvador Bahia Airport adotou uma série de medidas que vão além da transmissão dos alertas sonoros da Anvisa - emitidos a cada dez minutos na área de desembarque. São elas: colocação de dispensers de álcool em gel na saída dos banheiros, na Praça de Alimentação e em outras áreas de grande circulação e veiculação de avisos informativos sobre a profilaxia adequada ao lado dos pontos de distribuição de álcool em gel, nos estabelecimentos dentro do aeroporto e nos monitores do terminal de passageiros.

 

Sobre o Salvador Bahia Airport

Localizado em Salvador, capital baiana e primeira capital brasileira, o Salvador Bahia Airport faz parte da rede VINCI Airports desde 2 de janeiro de 2018 através de um Contrato de Concessão com duração de 30 anos. Na lista dos dez aeroportos mais movimentados do País, ele conecta o estado da Bahia a 34 destinos, sendo 25 domésticos e 9 internacionais.

 

Desde o início da Concessão, o aeroporto tem incorporado padrões globais de operação, buscando entregar mais eficiência, segurança e uma melhor experiência de viagem para os seus passageiros. Grandes investimentos em um programa de modernização e ampliação levaram à extensão de 22.000 m² de área construída, ao acréscimo de seis novas pontes de embarque, à abertura de mais uma pista para aviação comercial e à instalação de um sistema de detecção e combate a incêndio. Além disso, o aeroporto se comprometeu a apoiar o desenvolvimento econômico do estado através do desenvolvimento de tráfego e iniciativas de estímulo ao turismo.

 

Reconhecido como um aeroporto verde pelo Conselho Internacional de Aeroportos, o Salvador Bahia Airport se destaca por suas conquistas no campo da sustentabilidade entre as quais zero descarte de efluentes, adoção de medidas visando eficiência energética, e a implementação de um programa efetivo de reciclagem. As iniciativas estão alinhadas com o compromisso da VINCI Airports em reduzir sua pegada de carbono. O Aeroporto também procura valorizar e promover as especificidades culturais e sociais da Bahia, um de seus grandes ativos.

 

Sobre a VINCI Airports

A VINCI Airports, como a maior operadora privada de aeroportos no mundo, administra o desenvolvimento e operação de 45 aeroportos localizados no Brasil, Camboja, Chile, Costa Rica, República Dominicana, França, Japão, Portugal, Sérvia Suécia, Reino Unido e Estados Unidos. Atendida por mais de 250 linhas aéreas, a rede VINCI Airports transportou mais de 255 milhões de passageiros em 2019.

 

Por meio de sua expertise como um integrador abrangente, a VINCI Airports desenvolve, financia, constrói e opera aeroportos, aproveitando sua capacidade de investimento e know-how para otimizar a gestão e o desempenho dos aeroportos e fazer ampliações e outras melhorias. Em 2019, sua receita anual para atividades geridas foi de 4,9 bilhões de euros e de 2,6 bilhões de euros para receita consolidada.  Mais informações estão disponíveis em www.vinci-airports.com ou www.salvador-airport.com.br