Luizinho Sobral apresenta medidas para auxiliar no combate ao coronavírus

         



Alertando a população sobre a necessidade de ficar em casa, evitar o contato social e higienização correta das mãos com frequência, em postagem na sua conta do Facebook, o ex-prefeito de Irecê, Luizinho Sobral, hoje (25), apresentou algumas sugestões para auxiliar a população no combate ao coronavírus.

Ele disse que elaborou algumas sugestões para que os governos possam implantar no sentido de amenizar os prejuízos ocasionados e para que “o País volte a crescer depois desse momento de dificuldade extrema. Sei que existem propostas que tratam do mesmo tema, mas precisamos unifica-las para que tudo aconteça de uma só vez”. Segundo, observa, suas  sugestões se dão "neste momento difícil que toda humanidade está atravessando com a necessidade de tomar medidas de prevenção para evitar a contaminação do coronavírus, precisamos seguir todas as recomendações e ficar em casa, evitando o contato social e higienizando as mãos com frequência. Só assim poderemos vencer essa batalha”

- Elaborei algumas sugestões para que os governos possam implantar no sentido de amenizar os prejuízos ocasionados e para que o País volte a crescer depois desse momento de dificuldade extrema.

Sugestões:

  • 01 de abril a 30 de junho: prorrogar o pagamento de água, energia, telefones, internet, Tv por assinatura, impostos federais e acrescentar um vale gás por 3 meses para quem tem bolsa família. Os valores dessas contas seriam pagos de julho a dezembro, podendo o Governo Federal financiar os valores para as concessionárias com o dinheiro dos depósitos judiciais ou outra fonte. A restituição seria feita pelas empresas beneficiadas em 6 meses. Como condição para a concessão de empréstimos, o governo exigiria que não fossem feitas demissões.

 

  • Pagar um salário mínimo aos profissionais autônomos durante 3 meses.

 

Mesmo com a antecipação de metade do 13º dos aposentados, sugiro pagar um salário a mais no mês de maio, sendo este valor diminuído nos pagamentos entre janeiro e dezembro de 2021.

 

  • Os municípios podem utilizar os recursos da merenda escolar para fornecer cestas básicas às famílias dos alunos, enquanto estiverem sem aula.

 

  • Considerando que a origem dos recursos repassados aos municípios está relacionada a arrecadação dos impostos, que cairá drasticamente, e para evitar um colapso nos municípios e estados, sugiro que seja computada a média da arrecadação nos meses de abril a junho de 2019, com o Governo Federal arcando com esses valores, diluindo a diferença entre o valor pago e o valor arrecadado para serem ressarcidos em outubro, novembro e dezembro.

 

  • O Governo Federal deve financiar a folha de pagamento dos funcionários das médias e pequenas empresas, através dos bancos federais, nos meses de abril, maio e junho de 2020. Os valores pagos deverão ser restituídos pelas empresas em 6 meses. A condição para liberação de tais recursos deve ser o impedimento de realizar demissões no período de 3 meses. Outras estratégias deverão ser desenvolvidas para o setor de turismo, ônibus, aéreas, hotéis e etc.

 

  • Estender para mais 3 meses os prazos de pagamentos dos financiamentos dos agricultores.

 

  • Eleições: analisar a necessidade de prorrogação dos prazos eleitorais, para que todo cidadão possa exercer o seu direito ao voto com segurança.