A celebração do Dois de Julho (dendicasa) em debate nas Polêmicas Contemporâneas

         



O próximo debate de "Polêmicas Contemporâneas em casa", segundo os coordenadores, será com o tema "Dois de Julho dendicasa" e acontecerá dia 29/06/2020, das 19 às 21 horas, totalmente via internet, no Canal Polêmicas (www.canalpolemicas.faced.ufba.br)

Os convidados são Hendrik Kraay, professor de história na University of Calgary, Canadá. É autor de Bahia’s Independence: Popular Politics and Patriotic Festival in Salvador, Brazil, 1824-1900 (2019), Days of National Festivity in Rio de Janeiro, Brazil, 1823-1889 (2013) e Política racial, Estado e forças armadas na época da Independência: Bahia, 1790-1850 (2011). É sócio correspondente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia.

Mira Silva, jornalista, diretora do documentário sobre Dois de Julho em codireção com Pedro Santana

Sérgio Guerra Filho, historiador,professor da UFRB.

Rita Barbosa, Rita de Cassia Barbosa dos Santos, conhecida como Negrarita Barbosa. Mulher, Negra, Nordestina, Baiana, Soteropolitana, Música e Produtora Cultural, Militar. Atualmente, Regente responsável pela Banda e Orquestra R. Xangô, responsável pela Ida e Volta da Cabocla.

João Carlos, diretor do IPAC


Próximos encontros:
06/07/2020 - Derrubando monumentos

Marcos Rezende, Historiador (UFBA). Mestre em Desenvolvimento e Gestão Social (Faculdade de Administração da UFBA). Fundador do Coletivo de Entidades Negras (CEN)

Israel Kislansky, Nascido na cidade de Salvador, Bahia, em 1965, Kislansky está radicado em São Paulo desde 1983. Formado em Artes Visuais, é escultor e especialista em fundição de obras de arte em metal. Implantou, em São Paulo, o Centro Técnico em Fundição Artística Senai, um espaço dedicado a renovação e formação de mão de obra especializada. Desenvolve atividades artísticas e educacionais, realizando cursos e palestras nas principais instituições culturais brasileiras.

Ordep Serra, Graduado em Letras pela UNB, Mestre em Antropologia Social pela UNB e Doutor em Antropologia pela USP. Professor aposentado Associado do Departamento de Antropologia da FFCH / UFBA.

Julia Buenaventura Ph.D. em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo USP, Brasil, com Mestrado em História, Crítica e Teoria da Arte e Arquitetura pela Universidade Nacional da Colômbia. Realizou uma pesquisa de pós-doutorado na Escola de Comunicações e Artes da ECA-USP São Paulo, onde foi professora na área de pós-graduação. Professora em Universidad de Los Andes e Universidad Javeriana (Bogotá) , é colaboradora da revista ArtNexus (EUA e América Latina) e do site do Fórum Permanente, Brasil. Autora dos livros Polvo eres: el correr del tiempo en María Elvira Escallón, Ministério da Cultura da Colômbia, 2015 e En primera persona: seis pasajes sobre Feliza Bursztyn, Secretaria de Cultura de Bogotá, 2019.

13/07/2020 - À flor da pele: isolamento, sonhos e a pandemia

Sidarta Ribeiro, neurocientista, professor titular e vide diretor do Instituo e Cérebro da UFRN. Atualmente é membro do comitê brasileiro do Pew Latin American Fellows Program in the Biomedical Sciences e membro do steering committee da "Latin American School of Education, Cognitive and Neural Sciences"

Marcelo Veras, psicanalista da AMP/EPB. psiquiatra UFBA, integra o Psiu - – Universidade, Saúde Mental e Bem-estar UFBA

Sérgio Rabinovitz, artística plástico

Fran Demétrio, Professora do Centro de Ciências da Saúde da UFRB, doutora em Saúde Coletiva/UFBA, Pós-Doutorado em Filosofia/UnB. É membra da Associação Brasileira de Profissionais pela Saúde Trans, Travesti e Intersexo (ABRASITTI) e do Coletivo de Trans Pra Frente (Salvador -BA).


Polêmicas Contemporâneas
O componente curricular denominado "Polêmicas Contemporâneas" foi criado e oferecido pelo Departamento de Educação II da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA) com o objetivo duplo de, por um lado, articular de forma intensa os temas contemporâneos que deveriam estar presentes no currículo de todo e qualquer profissional em formação na UFBA; por outro, com o uso intensivo das tecnologias digitais de informação e comunicação, essa atividade seria uma possibilidade ímpar de experimentar essas tecnologias como uma forma de ampliação do acesso a esses debates por outros segmentos da sociedade que estivessem fora da universidade. O encontro presencial, que reunia em torno de 200 alunos, era aberto também à sociedade, transmitido pela internet com uso exclusivo de soluções livres, fruto de nossas pesquisas e com apoio crucial apoio do setor de TI da nossa Universidade e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Agora estamos, por conta da isolamento social estamos apenas via web através do nosso Canal Polêmicas, que usa exclusivamente soluções livres. Todo o material está licenciado em Creative Commons (CC by) de tal forma a poder ser copiado, divulgado e remixado à vontade.

Os debates anteriores já estão disponíveis em www.polemicas.faced.ufba.br