ETA, POVO RELIGIOSO

         



Por Joselito Conceição
Duvido que tenha, no mundo, um povo mais religioso que o brasileiro: cheio de crenças, louvação e outras expressões de piedade popular, até mesmo no linguajar. Quem nunca ouviu as exclamações “Ave Maria!”, “Aff!”, “Virgem Nossa Senhora!”, “Nossa!”, “Vige, Maria!”, “Vixe!” e “Valei-me, Nossa Senhora!”. No interior, ainda se ouve “Nosso Senhor mandou bom dia!”. É muito comum, entre nós, escutar as expressões “Deus lhe acompanhe!”, “Deus lhe abençoe!” e “Valha-me, Senhor do Bonfim!”; os pedintes, nas ruas e esquinas, mendigando: “Me dê uma esmolinha, pelo amor de Deus!” e, ao receberem, agradecerem com um “Deus lhe pague!”. A respeito dessa última expressão, aliás, se Deus não fosse Deus, rico e cheio de infinita misericórdia, estaria negativado no SPC/Serasa, com tantos “Deus lhe pague”.

Santuários e igrejas cheias sem a pandemia: Nossa Senhora de Nazaré, em Belém do Pará; Nossa Senhora Aparecida, em S. Paulo; Padrinho Cícero, no Ceará; Senhor do Bonfim, na Bahia; e, mais recentemente, Santuário Dulce dos Pobres dão conta das inúmeras visitas recebidas. O marianismo, no Brasil, é de proporção excepcional. Nas igrejas, associações, irmandades, no comércio, especialmente no Norte e Nordeste, os títulos de Nossa Senhora estampam as fachadas: Casa Nossa Senhora da Guia, Armazém Nossa Senhora da Conceição, Açougue Nossa Senhora das Graças, Barraca Nossa Senhora de Lourdes, Loja Nossa Senhora das Candeias. As canções da Ave Maria, de Gounod, de Schubert e de Bach, Ave Maria no Morro e Nossa Senhora, de Roberto Carlos, encantam e emocionam o povo, que também canta: “Sou caipira, pira, pora, Nossa Senhora de Aparecida”.

O estado mais populoso do Brasil é abençoado por S. Paulo; a cidade maravilhosa é São Sebastião do Rio de Janeiro; o estado da Bahia é de Todos-os-Santos; e temos ainda o estado de Santa Catarina e até o estado do Espírito Santo.

Como temos muitos santos de outras nacionalidades venerados no Brasil, o Papa São João Paulo II aconselhou: “O Brasil precisa de Santos; muitos Santos”. Mas esse povo tem uma religiosidade ousada e, antes mesmo do Papa, já tinha decretado: “Deus é brasileiro!”.

Falando de Nossa Senhora com tantos títulos, Roberto Carlos diz:

“Minha Mãe Nossa Senhora, somos todos filhos seus,
Todas as Nossas Senhoras são a mesma mãe de Deus”.

Eu, que não sou bobo nem nada, sou Congregado Mariano.
Salve Maria!
----------------------------
Diácono e jornalista