Falta de medicamentos e preços abusivos agravam crise das Santas Casas

         



As Santas Casas e Hospitais Filantrópicos na Bahia vêm enfrentando muitos problemas em razão do desabastecimento de medicamentos, e a cobrança de preços abusivos .
 
Diante do compromisso do setor filantrópico com a saúde e sendo responsável por mais de mais de 51% dos atendimentos ao Sistema Único de Saúde (SUS), a FESFBA comunicou a situação ao Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado , Secretaria de Saúde do Estado da Bahia , Conselho Estadual de Saúde, Secretaria Municipal de Saúde na expectativa de providências que possam minorar a crise.
 
Segundo a presidente da Fesfba, Dora Nunes , a   maioria das Instituições encontra-se em situação crítica    de medicamentos essenciais para a realização de procedimentos cirúrgicos e para ou sedação / intubação de pacientes graves, vítimas da COVID19 e outras enfermidades.
 
A situação tem levado à redução de  atendimentos, como exames e cirurgias eletivas, além do fechamento temporário de centros cirúrgicos e unidades específicas. 
 
Além da falta de alguns medicamentos, o setor  também convive com  preços surreais , que chegam muitas vezes a até 10 vezes os cobrados antes da pandemia, bem como a tentativa da prática de venda casada, utilizada por  alguns fornecedores.