Dos 24 partidos, somente um votou contra perdão de dívida bilionária de igrejas

         



De todos os 24 partidos com representação na Câmara dos Deputados, somente um votou integralmente contra a emenda que perdoa uma dívida milionária das igrejas do país, concedendo anistia em tributos.

O benefício para as igrejas, que pode ter impacto de R$ 1 bilhão, juntou partidos da direita à esquerda na Câmara. A proposta foi aprovada com 345 votos a favor, 125 contrários e duas abstenções.

O único partido a ser totalmente contrario a proposta foi o PSOL, que tinha nove deputados presentes na votação, que ocorreu no dia 15 de julho.

Outro partido que também quase votou integralmente foi o Novo: dos oito deputados da bancada, somente um decidiu se abster.

O presidente Jair Bolsonaro tem até esta sexta-feira (11) para decidir sobre a proposta. O time do ministro da Economia, Paulo Guedes, defende que o texto seja vetado. Com informações da Folha de S.Paulo.