Anvisa autoriza dobrar número de voluntários em testes de vacina de Oxford no Brasil

         



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta terça-feira, 15, a ampliação do número de voluntários que devem fazer parte de estudos da vacina em desenvolvimento pela Universidade de Oxford no Brasil. A vacina está sendo desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.

Com isso, o total de participantes no país deve passar de 5 mil para 10 mil. A agência também autorizou uma mudança na faixa etária de testes da vacina, que passa a incluir participantes maiores de 69 anos.

Os estados do Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul. também vão ser incluídos nos testes.