Sepet lança primeiro single de trilogia

         



De boné da lacoste e camisa de time, neste domingo, 04 de outubro, o MC e compositor Sepet lança “Menino Rebelde”, primeiro single que faz parte de uma trilogia e tem a produção musical de Drikko. A faixa estará disponível nas principais plataformas digitais a partir das 14 horas. E no canal no youtube ocorre o lançamento do clipe, gravado no Loteamento Vila Mar, em Nova Brasília, comunidade periférica da capital baiana.

A canção reflete sobre a vida de jovens inseridos no crime. Hoje, com 16 anos, Sepet revela em suas linhas uma visão empírica do que ocorre à sua volta e define o seu trabalho como um testemunho da realidade de muitos: “Menino rebelde aborda a realidade dos meus amigos de infância e o que a maioria vive hoje. Alguns dos que cresceram comigo já não estão mais aqui, outros estão no crime. Essa é a realidade da maioria das comunidades de Salvador”, ressalta ele. A faixa foi produzida por Drikko, mixada e masterizada por Raonir Braz. Já a próxima faixa “Menino Rebelde part II” está com o lançamento previsto para novembro deste ano, dando continuidade a história da trilogia.

O clipe Menino Rebelde tem edição e direção de Ramires AX e roteiro por Well Santiago e Kevin Santana (Sepet), já a produção executiva ficou por conta da Backstage Assessoria. O clipe mostra personagens que atuam e reproduzem o cotidiano da criminalidade de forma autêntica, “A nossa maior referência é a observação no cotidiano das comunidades periféricas de Salvador. Ramires traz uma bagagem em seu currículo audiovisual com estética única e periférica, não poderia ser outro”, explica Well. Qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações da vida real terá sido mera coincidência, além do mais, todos os adereços contidos nas imagens são exclusivamente para fins cinematográficos. Os atores e figurantes são amigos, vizinhos e artistas do bairro em que Sepet nasceu e reside.

Sepet é um artista da música Rap soteropolitano que retoma a sua carreira em 2020. Iniciado nas batalhas de rimas improvisadas da capital baiana, o MC acumula vitórias em batalhas regionais, como a batalha sediada pela 999, selo do cantor Baco Exu do Blues, Salv Pia Brotas, que contou com a presença do MC carioca Orochi, além de participação em colaborações musicais importantes, a exemplo da Cypher Trem Bala Pt. II, qual conta com a presença de figuras marcantes do gênero musical baiano, entre os nomes estão - Xarope Mc, Sepet, há época com apenas 13 anos, Bulldogg, Sabótico, Saqk e a rainha do boom bap, Semiseria, com produção assinada por Dactes.