Mangangá inscreve para projeto de ações e atividades empreendedoras

         



A Associação Sócio-Cultural e de Capoeira Afro Mangangá gerida pelo cantor, compositor, publicitário e mestre de capoeira Tonho Matéria, abriu inscrições para o projeto “A Ginga Social da Capoeira: Ação de Atividades Empreendedoras – Recriando a Cena no Combate ao Racismo e a Covid-19”. O projeto tem a realização do Edital Bahia Década Afrodescendente – Edição 2020 por meio da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial e Governo do Estado da Bahia e realizará doze encontros virtuais no total de oito atividades empreendedoras e quatro minicursos temáticos com início ainda este mês de novembro e segue até fevereiro de 2021. Para participar do projeto, o interessado deve se inscrever no canal do bloco da capoeira Mangangá no Youtube (não esquecer de dar o like, ativar o sininho) e em seguida preencher a ficha de inscrição para receber toda a programação.
    
Atividade Empreendedora: 1º confecção de máscaras caseiras; 2º fabricação de sabão e sabonetes caseiros; 3º confecção de turbantes afro – brasileiros; 4º fabricação caseira de instrumentos musicais da capoeira; 5º como desenvolver aulas online de capoeira show em tempos de pandemia; 6º aula de canto; 7º aula de iniciação poética; 8º aula de capoeira angola e regional. Minicurso Temático: Aula 01 – Reconhecimento – direito à igualdade e a não discriminação; Aula 02 – Capoeira: ancestralidade, memória e resistência do povo negro; Aula 03 - Juventude negra – no combate à violência pela educação; Aula 04 - Valorizando a mão que é obra feminina – empoderamento e poder feminino no combate ao racismo.
    
O objetivo do projeto é contribuir para redução das distorções e desigualdades sociais que se intensificaram nesse período de isolamento social, afetando diretamente a população negra, quer utilizar  os recursos tecnológicos existentes, para reunir os beneficiários, em salas virtuais, em tempo real, para desenvolver ações e  atividades empreendedoras, que estejam adequadas as medidas de proteção e prevenção no combate ao COVID – 19, bem como, sirvam de incentivo para a geração de renda futura, auxiliando-os a atravessar esse período de extrema dificuldade financeira e econômica. Desta forma, a ideia do projeto é fortalecer as propostas realizadas pelo programa Artes em Movimento por meio de promoção das oficinas de fazer artístico, a Roda das Divas da Capoeira, o Festival de Samba Reggae, a Noite de Gala da Capoeira, o Encontro Cultural e Intercâmbio Internacional de Capoeira Mangangá com o apoio do Coletivo Bloco da Capoeira – Ponto de Cultura Agripino Conceição.
    
A Mangangá, que no dia 10 de novembro completa 19 anos de fundação no bairro Pau Miúdo, na capital baiana, desenvolve ações através da prática e do ensino da capoeira buscando a inclusão social de crianças, jovens e adultos em situação de vulnerabilidade, bem como seu acesso a diversos outros saberes, a elevação de sua autoestima, e a formação de sua cidadania. “Esse projeto nesse formato possibilitará que interessados de qualquer lugar do Brasil e de outros países possam acompanhar o evento pela internet, bem como as atividades e discussões em torno dos temas apresentados”, concluiu Tonho Matéria.