Eleição de domingo deve ser a "mais clara que já ocorreu", diz presidente da Câmara

         



A eleição municipal do próximo domingo, para escolha do novo prefeito e da futura composição da Câmara, deverá ser a "mais clara que já ocorreu na cidade", avalia o presidente da Casa da Cidadania, José Carneiro Rocha (MDB). Em discurso esta semana no plenário, ele disse que as restrições impostas pelo Tribunal Regional Eleitoral reforçam as regras já existentes, devendo possibilitar que o eleitor "possa votar sem boca de urna, sem ser persuadido por ninguém". No pleito deste ano, não são permitidas aglomerações, em virtude da pandemia de coronavírus.

O TRE promete realizar um forte trabalho de fiscalização, por se tratar de questão de saúde pública. Para o presidente do Legislativo, é de fundamental importância, na democracia, garantir ao eleitor o direito de "escolher livremente o candidato em quem vai votar", sem alguém a assediá-lo até chegar à boca da urna. “Fica aqui o nosso desejo de que haja uma eleição com lisura total e a escolha daqueles que conquistaram a confiança do povo de Feira de Santana pelo trabalho”. Aos colegas vereadores, desejou-lhes sorte na disputa e que Deus "seja justo com todos".