Protestos mobilizam o Brasil depois da morte de homem negro

         



A morte de um homem negro, na quinta (19), depois de ser espancado por seguranças brancos de um supermercado da rede Carrefour em Porto Alegre, causou revolta em todo o pais. Ontem (20), Dia da Consciência Negra ocorreram protestos em várias cidades, a exemplo de Salvador. Os grupos chamavam a atenção com faixas em que estava escrito "Vidas negras importam", numa alusão ao movimento surgido nos Estados unidos, depois do assassinato de um negro por policiais brancos e que parou o país por vários dias.

O homem asassinado em Porto Alegre foi João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, que foi espancado e assassinado por dois seguranças. As circunstâncias ainda não foram esclarecidas e as versões divergem. A dupla de agressores já foi presa em flagrante e será indiciada por homicídio triplamente qualificado. O laudo inicial da perícia apontou que a provável causa da morte de João Alberto foi asfixia.
Imagem: Reprodução internet