Jair Bolsonaro é eleito o corrupto do ano por organização internacional

         



O Organized Crime and Corruption Reporting Project (OCCPRP), Projeto de Relatório sobre Crime Organizado e Corrupção, elegeu o presidente Jair Bolsonaro (sem Partido) como a personalidade do ano de 2020 por seu papel na promoção do crime organizado e da corrupção.

O OCCPRP é um consórcio de centros de investigação, mídia e jornalistas fundado em 2006. Segundo o o relatório,, Bolsonaro foi eleito após o escândalo Lava Jato como "candidato anticorrupção", mas se cercou de figuras corruptas, usou propaganda para promover sua agenda populista, minou o sistema de justiça e travou uma guerra destrutiva contra a Amazônia, região que enriqueceu alguns dos piores proprietários de terras do país”.

Entre os motivos citados para a escolha de Bolsonaro estão os casos de rachadinha, nos quais a família está envolvida, mas o principal motivo apontado pelo comitê julgador foi a hipocrisia. “A família Bolsonaro e o círculo próximo a eles parece estar envolvido em uma conspiração criminal atuante e é acusada regularmente de roubar das pessoas”, disse Drew Sullivan, editor do Organized Crime and Corruption Reporting Project.

O relatório diz ainda que “Bolsonaro venceu por pouco o duvidoso prêmio de dois outros líderes populistas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente turco, Recep Erdogan”. Outros políticos já venceram o prêmio, como como Nicolás Maduro em 2016 e Vladimir Putin em 2014.

O documento dia ainda que “os finalistas também lucraram com a propaganda, minaram as instituições democráticas em seus países, politizaram seus sistemas de Justiça, rejeitaram acordos multilaterais, recompensaram círculos internos corruptos e tiraram seus países da lei e da ordem democráticas para a autocracia. O oligarca ucraniano Ihor Kolomoisky completou a lista dos finalistas”.
Do Uol/A Tarde