Políticos lamentam fechamento de fábrica da Ford

         



A deputada federal Lídice da Matta lamentoiu, hoje (12) o fechamento da fábrica da Forde em Camaçari. Ela disse que representa um grande impacto para a Bahia e para o Brasil.

Já a deputada estadual Kátia Oliveira (MDB) lamentou o anúncio de fechamento das fábricas Ford no país, especialmente a unidade da cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. A corporação mantinha fábricas em Camaçari e Taubaté (SP), além de uma unidade para jipes da Troller em Horizonte (CE).


"A saída da Ford da Bahia significa uma perda muito grande para toda a Bahia. A instalação e manutenção de uma fábrica no estado significa geração de renda e emprego, além de garantir arrecadação para o estado e município", destacou a deputada. Na Bahia, a marca manterá apenas o Centro de Desenvolvimento de Produto, em Camaçari.


A deputada estadual defendeu, ainda, que os parlamentares discutam formas de apoio aos trabalhadores que perderão seus empregos em meio à pandemia. "Serão milhares de empregos diretos e indiretos dizimados pela crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus. Lamento profundamente essa decisão da montadora. Defendo que a Assembleia Legislativa da Bahia busque medidas para amparar tanto os trabalhadores, como as famílias atingidas pela medida", disse Kátia.

 

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) reagiu com indignação ao anúncio de fechamento das fábricas da Ford no Brasil. No caso da Bahia, a empresa fecha o polo de Camaçari. “Foram 20 anos de incentivos fiscais, agora que precisamos gerar empregos a Ford fecha”, critica o parlamentar. Valmir lembra que a Ford veio para a Bahia com incentivos fiscais do estado doados pelo governo.

 

“É um momento de crise, precisamos de emprego e trabalho e a empresa vai embora. Essa é a prática das empresas que exploram os trabalhadores e a Ford não é diferente”, detalha. De acordo com o petista, “a política econômica desastrosa do governo Bolsonaro está transformando o Brasil num país mal visto pelo mundo” e fazendo com que “a nossa credibilidade vá para o subsolo”.

 

Assunção completa dizendo que “nesse cenário, a economia do país só enfraquece e afunda”. Ele ainda se solidariza com os trabalhadores e trabalhadoras da Ford e de toda a cadeia produtiva auxiliar do polo automotivo. “É com muita indignação que recebo essa notícia. Vou continuar defendendo os trabalhadores, por melhores condições de trabalho, salário digno e direitos. É um absurdo termos 15 milhões de desempregados no Brasil e a Ford aumenta ainda mais esse número”.


O deputado federal João Roma (Republicanos) lamentou o anúncio feito pela Ford do fechamento de suas três fábricas no Brasil, entre elas a unidade de Camaçari. O parlamentar destacou que o encerramento da unidade baiana é uma grande perda para Camaçari e para todo o estado, provocando um “grande impacto na economia”.

“É uma perda incalculável para a Bahia. São milhares de empregos, diretos e indiretos, afetados pelo fechamento da fábrica da Ford, que, há 20 anos, foi uma grande conquista para a Bahia. Lamento pelos trabalhadores que perderão seus postos e me solidarizo com cada um deles”, afirmou o deputado.

“Me preocupa, ainda, o impacto que esse fechamento terá na nossa economia em geral. São diversos setores que sofrerão. Precisamos mais do que nunca avançar com a agenda de reformas para melhorar o nosso ambiente de negócios e garantir a retomada da nossa economia”, complementou.