O PADRE EM ALAGADOS

         



Por Henrique Ribeiro
O padre Teodoro foi encaminhado para a paróquia de Alagados.
Estava desenvolvendo um trabalho religioso e social de alto nível.

Num meio de semana sai a paisana para visitar um amigo e ao passar
numa rua estreita encontrou um policial com uma arma apontada para a
cabeça do um jovem rapaz, não resistiu e fez um alarme que acabou com
a fuga da rapaz. Os policiais levaram o padre preso, com a
justificativa que ele ajudou a um dos chefes do crime organizado a
fugir. Na delegacia foi identificado e reconhecido como o padre, mas
ficou preso pelo seu ato. Ele justificou que não conhecia o rapaz e
muito menos sabia que o jovem era chefe do crime organizado, para ele,
naquele momento apenas evitou que uma pessoa fosse morta pela polícia.

Durante a sua prisão ficou em contato com criminosos perigosos, temeu
por sua vida, mas não perdeu a chance de evangelizar.
Um dia contou a parábola do Filho Pródigo e convenceu a muito deles a
trocar de vida. Na cela encontrou um italiano que ficou encantado com
seus ensinamentos.

O bispo, apesar de gostar do padre e ter encaminhado no ano anterior o
padre ao Vaticano para representá-lo, não se moveu para retira-lo da
prisão.

O Italiano foi solto e conseguiu um advogado que providenciou a
liberdade do padre. A imprensa sensacionalista divulgou que o padre
teve sua liberdade com ajuda da Máfia Italiana.

O Bispo enviou o padre para um retiro na Itália tirando do foco da
imprensa nacional e só então revelou ao padre que o italiano que
promoveu a sua liberdade era uma amigo do bispo que tinha sido preso
por engano devido ser homônimo de mafioso.

Padre Teodoro se integrou a uma congregação italiana e hoje é um dos
cardeais que participa da eleição do papa.
-----

Poeta e cardiologista