ALONGAMENTOS AJUDAM A MELHORAR DESEMPENHO NAS ATIVIDADES FUNCIONAIS DO DIA A DIA

         



Quem trabalha por muito tempo sentado ou passa horas em frente ao computador ou smartphone, ao longo do tempo pode desenvolver, sem perceber, um “padrão viciado de postura”, desencadeando lesões e distúrbios osteomusculares, problemas que afetam a saúde e o desempenho funcional, mas que com a mudança de pequenos hábitos podem ser evitados.  

“Ter alguns curtos intervalos para levantar e espreguiçar já é um bom começo. Além disso, incluir na rotina a flexão lateral, frontal, extensão do tronco e os exercícios específicos de braços e mãos também podem ajudar bastante”, explica a profissional de educação física e professora de alongamento da Academia Bodytech Salvador, Laís Freire Paranhos.

Os membros superiores estão entre os órgãos mais afetados pelas consequências de um padrão viciado de postura, porém todo o corpo pode receber o impacto dessa prática, tornando-se necessário um cuidado ainda maior.

“É crucial a manutenção e ganho, não só de força, mas de mobilidade nas articulações e tendões, além da força muscular para a realização das funções básicas diárias”, afirma Laís Paranhos.

Dicas de alongamentos

A professora de alongamento da Bodytech ainda descreve alguns tipos de alongamentos para exercitar os membros superiores (mãos e braços), evitar lesões e melhorar o desempenho funcional durante as atividades do dia a dia:  

Flexão e extensão do punho - Com auxílio de uma mesa, deixe todo antebraço apoiado, mantendo as mãos para fora do móvel. Realize movimentos de flexão e extensão do punho, apontando as mãos para o chão e para o teto;

Supinação e pronação do pulso - Sentado, com os cotovelos dobrados em um ângulo de 90°, realize movimentos de girar a palma da mão para cima e para baixo;

Flexão e extensão dos dedos - Inicie o exercício com as mãos abertas, com a palma da mão voltada para frente. Faça movimentos conscientes de agarrar com os dedos, sem fechar as mãos, depois estenda os dedos com bastante precisão;

Extensão do punho com os cotovelos esticados - Com a palma da mão apontada para frente, puxe os dedos com a mão oposta, sustentando a posição por pelo menos 20 segundos;

Flexão do punho - Com a palma da mão voltada para o seu corpo, puxe a frente da mão com a mão oposta, sustentando a posição por pelo menos 20 segundos.

O recomendado é que se dê início aos exercícios com 1 série de 15 repetições máximas e depois evolua incluindo mais séries.