Deputados e sindicalistas discutem venda da RLAM com o Governador Rui Costa

         



A venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM) para o grupo árabe de investimentos Mubadala Capital ganhou mais um capítulo nesta terça-feira (16). A transação foi tratada em uma reunião realizada entre o Governador da Bahia, Rui Costa, o deputado federal Joseildo Ramos (PT), o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) e os representantes do Sindipetro Bahia, Radiovaldo Costa, Deyvid Bacelar e Jairo Batista. Além do apoio do Governo para garantir a permanência da empresa no Estado, foi também solicitado no encontro o acesso público aos termos do contrato.

“A negociação de uma petroleira dessa dimensão abre espaço para a criação de monopólios privados, que certamente atuarão em desfavor da sociedade. O povo sentirá as consequências disso no bolso, no preço do produto final. Isso já é razão suficiente para que essa informação seja pública”, afirmou Joseildo. Ainda de acordo com o parlamentar, a entrega da empresa fere os interesses econômicos do Estado.

A possibilidade da exclusão da RLAM da cadeia produtiva de petróleo na Bahia também foi criticada pelo deputado Rosemberg Pinto, que pontuou ainda a necessidade da preservação dos direitos dos trabalhadores que poderão ser demitidos no processo.

O governador se comprometeu a agendar uma reunião com o presidente da Petrobras para tratar do assunto e garantiu que também ouvirá a empresa investidora que está adquirindo.