BAHIA EMPATA EM CONQUISTA E SEGUE FORA DA CLASSIFICAÇÃO

         



Por Zedejesusbarreto
Quatro jogos pelo baianão, quatro pontos ganhos apenas. Um triunfo, duas derrotas e um empate. Muito pouco, mesmo disputando a competição com uma equipe de transição, ainda em formatação. O Bahia é o atual tricampeão baiano e o torcedor sonha com um tetra, mas parece cada dia mais difícil, mantendo essa produção.
O Vitória da Conquista também está fora da zona de classificação, mas o Bode tem um jogo a menos. No clássico de Feira, nove gols: Bahia de Feira 6 x 3 Fluminense. Olhe o Bahia genérico chegando outra vez !
*
No Lomanto Júnior
Tarde limpa em Conquista, sol de verão, 32 º, o estádio Lomantão bonito com seu contorno verde, mas com o relvado feio, desnivelado, grama alta, a bola quica mas corre menos. O Bode com um vistoso uniforme verde-azulado, inteiro. O Bahia com sua equipe de transição, envergando as tradicionais camisetas brancas, calções azuis.
Com bola rolando ...
Os donos da casa começaram apertando, ocupando mais o espaço ofensivo. Aos 5’, Rodrigo batendo falta de longe assustou, mandando uma bomba que passou perto. Trabalhando mais a bola no chão, o Tricolor foi equilibrando, marcando a saída de bola adversária.
Ritmo cadenciado, raros lances de área, finalizações sem força ou sem pontaria, erros de passe e as defensivas prevalecendo. Aos 30’, parada para reidratação dos atletas. Aos 40’, a melhor chance: Ignácio errou no corte e Fleck aproveitou, batendo forte, de frente, para ótima defesa de Leandro. Aos 46’, a chance tricolor: Bruno Camilo achou Marcelo entrando de cara, o avante chutou nas pernas do goleiro Ronaldo. Foi só na primeira etapa.
*
No vestiário, Prates trocou : Gustavo no lugar de Dodô, mais velocidade; Luis Felipe no de Caio Melo, machucado. O jogo recomeçou mais aberto, mais acelerado e ofensivo, com campo mais sombreado. O Bahia avançando mais, o Conquista buscando o contragolpe rápido, na correria. Aos 19’, Leo bateu firme, já na área ofensiva, Leandro seguro defendeu.
O jogo foi ficando feio, trucado, faltoso, a arbitragem também vacilante. O Bode cresceu, melhor fisicamente, e ganhou o meio campo. O Bahia ja não conseguia passar do meio campo, errando muito, perdendo as divididas. Aos 37’, Prates colocou Christian no lugar de Marcelo. Aos 41’, enfim, na base do chutão, o Bahia chegou na frente e Gustavo foi claramente derrubado na área do Conquista, o árbitro não deu, fez que não viu.
No mais, trololó pra lá e pra cá, nada aconteceu.
*
Escalações
- Vitória da Conquista : - Ronaldo, Raul, Gilson/Breno, Thiago e Lagamar; Fagner, Mateus Chaves (Andrei), Rodrigo e João Grilo; Fleck e Leo. Treinador, Gabardo Jr.
- Bahia : - Leandro, Guedes, Ignácio, Everson e Felipinho; Caio Melo (Luis Felipe), Bruno Camilo, Jeremias (Fabrício); Dodô (Gustavo), Marcelo (Christian) e Daniel Penha. Treinador, Claudio Prates.
Arbitragem de Reinaldo Silva de Santana, fraco, como foi tecnicamente também a partida.
**
Outros jogos:
- Bahia de Feira 6 x 3 Fluminense; Juazeirense 0 x 1 Atlético; Unirb 0 x 0 Doce Mel.
**
Curtas:
- O Ceará, Campeão do Nordeste, continua algoz das equipes baianas. O Vozão, treinado por Guto Ferreira, há 5 anos não perde para o Bahia e acumula quatro triunfos seguidos diante do Vitória.
- Pela segunda rodada do Nordestão, o Leão levou 3 x 1 do Vozão, em Fortaleza, e o Bahia só empatou, a duras penas, com o Botafogo da PB, 1 x 1, em Pituaçu.
Nos outros jogos de sábado: CRB 2 x 0 Sport; Treze de Campina Grande 1 x 0 Altos/PI.
Neste domingo, temos: 4 de Julho x Salgueiro; Santa Cruz x ABC; Confiança x CSA.
- Pela Copa do Brasil, teremos na terça-feira, 19 hs: Campinense/PB x Bahia, no estádio Amigão, em Campina Grande. O Vitória joga no Mato Grosso do Sul, contra o desconhecido Águia Negra, em Rio Brilhante.
- No sábado, teremos o primeiro Ba Vi do ano, no Barradão, valendo pelo Nordestão.
Depois, teremos outro, valendo pelo Baianão. Ambos, sem torcida nas arquibancadas. Infelizmente.

Foto: EC Bahia