Bahia atropela e Vitória vence na boa estreia classificatória

         



Por Zedejesusbarreto 
Nada melhor antes de um Ba x Vi. Jogando fora de casa e estreando na competição, Bahia e Vitória venceram com superioridade. O Tricolor disparou uma goleada (7 x 1) de virada em Campina Grande, como há tempo não se via, em noite inspirada de Rossi que fez três gols. A equipe de Dado Cavalcanti sobrou em campo, técnica e fisicamente. Eficiente e impondo-se. Uma goleada histórica, sem dúvida.

*
Em Rio Brilhante, no Mato Grosso do Sul, o Vitória venceu o Águia Negra com um gol de David, na segunda etapa, e está classificado para a segunda fase da competição, além de faturar uns bons trocados. A meninada correu, suou muito e mereceu o triunfo. O Leão foi superior.
O Ba x Vi é sábado, já pelo Nordestão, outra competição, clássico, imprevisível.
*
Em Campina Grande
No belo e bem cuidado Amigão, sertão da Paraíba, primeiro jogo oficial da equipe paraibana na temporada; desde 2015 as duas equipes não se batiam. Relvado verde, noite limpa, o Bahia de camisetas brancas, e o Campinense, rubro-negro. Arbitragem capixaba, Dyórgines de Andrade no apito.
Com a bola rolando...
O Bahia chegou assustando logo aos 3’, com cruzamento de Rossi e cabeçada de Gilberto; o goleiro Rubem Jr espalmou a escanteio. Aos 10’, Gabriel Novaes tentou um voleio plástico na área inimiga mas pegou mal na finalização. O Tricolor tem a bola, troca passes e o Campinense explora a correria nos contragolpes, quando retoma a bola. No entanto...
- Gol ! 1 x 0 Campinense, aos 17 minutos. Cadu pegou uma sobra na grande área, após grande lambança, mais uma, do frágil miolo de área baiano; de cara, finalizou, livre. Um presente. Indecisão, marcação frouxa, mau posicionamento, leseira geral.
O Tricolor logo foi pra cima e criou duas, três chances, não fez; o goleiro Rubens apareceu bem e faltou precisão nas finalizações.
- Gol ! 1 x 1, Rossi, recebendo de Daniel na grande área, de costas, matou no peito e virou de meia bicicleta, aos 24 minutos, empatando. Golaço !
- Gol ! 2 x 1, Rossi, de novo, dessa vez completando boa jogada individual e chute cruzado de Gabriel Novaes. Só empurrou. Gol da virada, aos 27’.
Bom jogo, disputado e bem jogado, com três gols em 30 minutos. Aos 29’, Gilberto foi derrubado na linha da pequena área quando se preparava para finalizar, livre, de frente pro goleiro. O árbitro apitou a penalidade.
- Gilberto bateu o pênalti, telegrafado, e Rubem Junior defendeu bem. Poderia ter definido o jogo aí, mas ... foi displicente. A perda do pênalti fez mal; a equipe baiana recuou, quebrou o ritmo permitindo que o Campinense equilibrasse e ganhasse o meio campo.
Aos 41’, o Campinense apertando, Daniel jogou para trás e Douglas pegou de mão a bola atrasada, criando uma situação crítica de dois toques na área em favor do time da casa. Felizmente, desperdiçaram a chance.
- Gol ! 3 x 1, Bahia, aos 44 minutos. Ótima arrancada de Novaes pela esquerda, finaliza e a bola sobra na praia pra Gilberto que bateu no gol e a bola desviou na ratada do zagueiro Kemerson, matando o goleiro.
Bom resultado, de virada, na primeira etapa. O Tricolor teve ótimos lampejos e decidiu. Mas nos 10 últimos minutos a equipe sofreu, recuada. Rossi e Gabriel Novaes foram os destaques.
*
O Campinense, perdido, foi pra cima, mas...
- Gol ! 4 x 1, Rossi, aos 3 minutos. Com o time da casa todo avançado, o Bahia armou um contragolpe chegando com quatro na frente; Gilberto encarou o goleiro e rolou pra Rossi completar, o gol aberto.
- Gol ! 5 x 1, aos 13 minutos; Juninho Capixaba, escorando de primeira um cruzamento alçado da direita. Goleada.
Dado fez várias substituições, poupando alguns jogadores e tentando manter o ritmo e a vantagem. O Campinense, raposa paraibana, não esmoreceu, tentou diminuir, jogando bola e sem apelar. Aos 34’, o avante Matheus deu um drible desconcertante por baixo das pernas de Juninho, ficou de frente, mas perdeu o gol. Daí...
- Gol ! 6 x 1, Gilberto, completando na pequena área uma boa jogada de Capixaba pela esquerda. Aos 36 minutos.
- Gol ! 7 x 1, Juninho Capixaba, chutaço da entrada da área, de pé direito, com estilo. Aos 44 minutos. Fechando o caixão. E que goleada ! Histórica.
*
Destaques pra Rossi, Novaes, Gilberto e Capixaba, em noite de graça.
*
- Dado Cavalcanti escalou assim o Bahia: - Douglas, Nino (João Pedro), Lucas Fonseca, Juninho e Matheus Bahia (Capixaba); Patrick, Rodriguinho (Alesson), Rossi e Daniel (Edson); Gilberto (Thiago) e Gabriel Novaes.
*
Na fase seguinte o Tricolor enfrenta o vencedor de Jaraguá (GO) x Manaus.
**
Em Mato Grosso do Sul
O Águia Negra, bi-campeão estadual, rubro-negro, e um quase noite bonito no ‘Ninho da Águia’, centro-oeste do país. O Leão de camisetas brancas. A primeira vez que as equipes se enfrentam.
Começo corrido e equilibrado. Aos 17’, Vico teve a primeira chance; entrou de cara, livre, fechando pela direita e, na saída do goleiro, bateu colocado, errou o alvo. Dois minutos depois, a resposta, num chute forte de Guilherme, da meia lua, para o encaixe de Yuri. Boas tentativas, lá e cá, as equipes buscando o gol. Vico, aos 27’, exigiu defesa plástica do goleiro Táfine.
O Leão chegava com mais apetite e qualidade. Aos 38’, Wallace escorou de cabeça um escanteio da esquerda, na pequena área, mas o goleirão salvou. Nas bolas alçadas, escanteios, a defesa baiana continua deficiente, vacilando. Aos 44’, o Leão penetrou trançando e Vico, de cara, parou no bom goleiro Táfine, destaque no primeiro tempo. Vico foi o mais perigoso dos visitantes.
*
O Leão voltou do intervalo querendo definir, ofensivo, pressionando, correndo muito. Mas, aos 16’, quase o Águia abriu o placar; Yuri, arrojado, salvou, dividindo nos pés do atacante.
- Gol ! 1 x 0, Vitória, aos 27 minutos. Catatau recebeu avançado pela direita, - a defensiva local parou querendo impedimento -, foi no fundo e cruzou rasteiro, forte, na pequena área, para a finalização de David, livre.
Aos 33’, João Pedro recebeu um segundo cartão amarelo, fazendo cera, e foi expulso. O Águia, com um atleta a mais em campo, tentando acelerar e o Leão buscando administrar o resultado, quebrando o ritmo, explorando contragolpes. Aos 43’, Hítalo fez boa jogada individual na área inimiga mas errou na finalização do lance.
Bom resultado (1 x 0), bastava o empate, e o Vitória ganha uma boa graninha e vai à segunda fase da competição. Pega, então, o vencedor do confronto Rio Branco x Sampaio Corrêa.
*
- Boa estreia de Catatau, o primeiro tempo de Vico, a velocidade de David, a vitalidade de Pedrinho... juventude e vontade de vencer.
*
- Rodrigo Chagas mandou a campo : - Yuri, Van, Wallace, João Victor e Pedrinho; Gabriel Bispo, João Pedro e Santiago; Vico, Samuel e David. Entraram, no decorrer da segunda etapa, Catatau, Eron, Maicon Douglas e Hítalo.
**
Nesta quarta, o Juazeirense recebe o Sport Recife no Adauto Moraes, às 19h15.
No Carneirão, em Alagoinhas, à tarde, o Atlético encara o Vila Nova de Goiás.

**

BA X VI
Sábado à tarde, no Barradão, valendo pela Copa do Nordeste. O primeiro BaVi do ano. Que tenhamos uma boa arbitragem.
Foto: EC Bahia