Bahia dá mole e perde pro CSA nas Alagoas

         



Por Zedejesusbarreto
Com dois frangaços de Douglas e uma atuação desastrosa, mais uma vez, do miolo defensivo na primeira etapa, o Bahia levou 2 x 0 do CSA em Maceió, e não teve força, objetividade, competência e sorte para sequer fazer um gol na segunda etapa, quando atuou mais no campo adversário. Até pênalti perdeu.

Com esse resultado, que mostra quanto é instável a equipe Tricolor com esse sistema defensivo, faz tempo, o Bahia continua entre os quatro primeiros do seu grupo mas expõe toda sua fragilidade; o CSA é o líder do Grupo B, com 9 pontos.
*
O Santa Cruz, fora de casa, venceu por 1 x 0 o Fortaleza, resultado inesperado, uma zebra.
*
Com a bola rolando...
O jogo começou muito estudado, equilibrado, as duas equipes com estratégias coletivas parecidas, tocando bola e marcando a saída de jogo adversária. Mas a defesa baiana começou a complicar, entregar os passes, Lucas Fonseca e Juninho fraquejando como já é costumeiro, e os alagoanos se aproveitando dos erros para apertar, dominar. Até que...
- Gol ! 1 x 0 aos 28 minutos. Falta larga cobrada da intermediária, na linha lateral esquerda do ataque, a bola pingou morna na pequena área e Douglas ‘mão de alface’ soltou a menina nos pés do artilheiro Delatorre, que agradeceu o presente e abriu o placar.
O golpe atordoou ainda mais a defensiva baiana. Não satisfeito, aos 31 minutos, Douglas papou um frangaço !
- Gol ! 2 x 0 CSA, Marco Tulio, livre na área, depois de outra pixotada defensiva baiana, chutou rasteiro mas em cima do goleirão que deixou a bola passar por baixo do corpo, um perú.
O Bahia chutou duas bolas. Rodriguinho numa jogada individual bateu em cima do goleiro; Patrick de fora bateu forte e errou o alvo. Só.
*
O Bahia voltou dos vestiários com duas mudanças, foi pra cima e o CSA fechou-se, marcando duro, administrando o placar e só arriscando nos contragolpes. O time baiano fez pressão, alçou bolas mas a grande chance de gol criada só aconteceu aos 27 minutos, quando Gilberto ganhou no corpo da marcação, invadiu a área e foi calçado, derrubado por Lucão. O árbitro marcou o pênalti , mas...
Rodriguinho bateu a penalidade, forte e alto, acertou o travessão, perdeu. Na sobra Gilberto tentou e bateu pra fora. No mais, uma furada de Juninho tentando finalizar uma sobra após cobrança de escanteio, uma cabeçada de Rodriguunho para boa defesa, em cima da linha do goleiro alagoano. Muito pouco. Derrota feia.
*
Destaques
Negativos para o miolo de zaga – Lucas e Juninho – e os dois frangos de Douglas na primeira etapa, que definiram a partida. Nenhum brilho dos outros.
No CSA, o zagueiro Tilemon, o lateral Vitor Costa, o meia baiano Gabriel e o artilheiro Delatorre (oito gols em oito jogos).

*
Escalações
- CSA, o azulão de Alagoas: Thiago Rodrigues, Cristóvão, Lucão, Tilemon e Vitor Costa; Geiovane, Silas e Gabriel; Pimpão, Delatorre e Marco Túlio. Treinador, Mozart Santos.
- Bahia : Douglas, Nino, Lucas Fonseca, Juninho e Mateus Bahia; Patrick, Edson(Ramos), Daniel; Rodriguinho, Gilberto e Gabriel Novaes(Rossi). Treinador, Dado Cavalcanti.
Arbitragem de Zandick Gondim, do Rio Grande do Norte.
**
Nesta quarta o Vitória recebe o outro alagoano, o CRB, no Barradão. Copa do Nordeste.
**
Foto: EC Bahia