Irmã Violeta, uma mulher que ama servindo e serve amando

         



Por Diácono Joselito Conceição
Na última edição do Barra Mulher, promoção do Shopping Center Barra, em homenagem ao dia internacional da mulher, 08 de março de   2021, Irmã Violeta foi uma das mulheres homenageadas, sendo considerado seu trabalho de amor ao próximo.

Mas quem é Irmã Violeta?

Violeta Schindler Freire, embora seja chamada de irmã, vestida sempre com uma roupa tipo hábito de religiosa, não é uma freira. É uma mulher simples que podia ser simplesmente uma mãe de família, apenas com marido e filhos, mas Violeta quis ser, “uma mulher apaixonada por Deus, pelos irmãos, pela vida”, escolheu para sua vida, “acolher para derramar sobre tudo e todos o amor misericordioso e apaixonado do Pai”.

Irmã Violeta mora na Baixa do Bonfim, em Salvador, assiste diariamente cerca de 150 pessoas de várias idades, de crianças a idosos, mulheres e homens, oferecendo alimentação para o corpo e para alma, carinho, espiritualidade, refeições, e até oficina de artesanatos, um trabalho de promoção da dignidade humana. Esses amados de Irmã Violeta,chamam ela de Mãe, por que dela recebem amor maternal.

As dificuldades que Irmã Violeta enfrenta, para oferecer alimentação, remédios para inflamações, curativos, de tantos que vão buscar alívio para suas dores físicas, psicológicas e espirituais, não esmorece aquela mulher bem franzina, mas de fibra e fé. Ao contrário, ela se anima com a confiança na providência divina. São mais de 30 anos nesse doce exercício de amor ao próximo, vivendo o que disse Jesus:

Eu vos dou um novo mandamento: Que vos ameis uns aos outros, como eu vos amei”.

Vivendo a espiritualidade de São Francisco de Assis, lançando seu olhar terno para os irmãos mais pobres e a contemplação da Paixão de Cristo, inspirada em São Paulo da Cruz(O passionista), olhando no crucificado a maior prova de amor ao próximo. Irmã Violeta é Franciscana (Filha de São Francisco) e passionista (filha de São Paulo da Cruz), é assim que encontra forças, na espiritualidade e oração, para continuar seu projeto de amor.  Próximo à sua residência ela mantém uma casa mais ampla para encontrar e assistir seus mais de 100 filhos, espaço alugado, pago com amor dos irmãos. Sempre tem alguém que assume algumas contas, Irmã Violeta não recebe doações em dinheiro, sustenta a obra com a generosidade de benfeitores, o amor de irmãos e irmãs. Os que servem na casa, “todos são voluntários, filhos e filhas, que vivem essa missão”.

“O mundo nunca teve tanta fome e sede de amor como hoje, sejamos dóceis, instrumentos para derramar o amor de Jesus sobre tudo e todos”, diz Irmã Violeta.

Comentando sobre sua participação entre as 10 mais do Barra Mulher, ela disse:

 “Deus tem os seus desígnios; Ele conduziu tudo isto e os frutos surgirão ao seu  tempo”.

Como estamos no tempo da quaresma, quando nos é recomendado, oração, jejum e esmola, muito temos que aprender com Violeta Schindler Freire, ou simplesmente, Irmã Violeta, sua vida de oração permanente, o jejum das coisas do mundo que ela livremente abandonou e a esmola com sua obra exemplar.  Podemos participar desse gesto de amor oferecendo alimentação pronta, que é uma grande dificuldade para a casa atender tanta gente, remédios para inflamações e materiais de curativo, considerando que muitos dos assistidos são pobres em situação de rua. Certa vez uma benfeitora ofereceu umas vasilhinhas de plástico próprias para sopa, foi uma grande alegria para Irmã Violeta, ela comentou; também os descartáveis são muito úteis, especialmente os copos de 500 ml.

Aquela alma caridosa, sempre feliz, que vive no amor para o amor, não apresenta queixas, mas confiança, crendo e vivendo o que disse Santa Tereza:

 “Nada te perturbes, nada te espante, Tudo Passa, quem a Deus tem, nada lhe falta, só Deus basta”. 

..............................................................................................................................

Diácono Permanente, Radialista, Articulista do Portal Notícia Capital