FORTALEZA VENCE O BAHIA NUM CLÁSSICO EQUILIBRADO

         



Por Zedejesusbarreto
Foi uma partida intensa, bem jogada, disputada até o fim e equilibrada. Mas, para o torcedor do Bahêa fica a questão do sobe e desce, da oscilação da equipe nos últimos jogos: goleia num e perde outro na sequência. A equipe não consegue manter uma boa e positiva regularidade.

Essa foi a primeira derrota do Bahia para o Fortaleza no Castelão, valendo pelo Nordestão. O time baiano até teve mais a bola, trocou mais passes, mas o Leão do Pici soube explorar os defeitos defensivos baianos.
Assim fez 1 x 0, num belo chute da entrada da área. O Tricolor baiano achou o empate ainda no finalzinho da primeira etapa, em grande jogada de Rodriguinho, deixando o artilheiro Gilberto de cara. Os jogadores do Bahia reclamaram muito de uma falta do atacante David em Nino no gol que decidiu o clássico, já na segunda etapa.
*
Com o resultado, o Fortaleza disparou na liderança do grupo B, com 14 pontos; seguido por CSA e Vitória, com 9. O Bahia (10 pontos) está em terceiro, no Grupo A, liderado pelo Ceará (com 13) que esmagou o Sport (4 x 0) em Recife. O segundo é o CRB, com 11 pontos e ainda joga.
*
Curiosidades
- Clássico nordestino, duelo de Tricolores, Esquadrão x Leão do Pici, o melhor ataque (Bahia 13 gols) contra a melhor defesa; Os cearenses entraram mordidos com a goleada (4 x 0) sofrida há cerca de 40 dias, no mesmo Castelão, valendo pela rodada final do Brasileirão/Série A/2020.
- O primeiro jogo de futebol no Brasil transmitido em Libras – a linguagem em gestos que permite a leitura pelos deficientes auditivos/surdos.
- O Bahia com camisas tricolores, listras verticais; o Fortaleza de branco. Tempo nublado na capital cearense, gramado fofo.
*
Com bola rolando
O jogo começou duro, brigado, com algumas entradas ríspidas de parte a parte. O time da casa, que marcava a saída de bola defensiva baiana, chegou primeiro:
- Aos 2 minutos, Douglas salvou, em grande defesa, após cruzamento de fundo pela direita de Wellington Paulista e a cabeçada, a queima-roupa, de David, na pequena área. Aos 12’, após bola bem trabalhada por Rodriguinho e Matheus, na esquerda, Gilberto livre na grande área, de frente, não teve domínio. E quando o Bahia parecia melhor ...
- Gol ! 1 x 0 Fortaleza. Jussa, aos 25 minutos. Bola alçada e mal cortada pela defensiva, Jussa pegou o rebote, de fora da área, e acertou um chutaço no canto de Douglas.
O Bahia perdeu ritmo depois do gol e cedeu o controle do meio campo. Aos 40’, Douglas falhou feio num cruzamento despretensioso e largo da direita; a bola foi descaindo sem força na pequena área, o goleiro tentou encaixar mas ela escapuliu por baixo de suas pernas. Conti salvou o frangaço, tirando em cima da linha. Ufa! Daí, saiu o empate :
- Gol ! 1 x 1, Gilberto, aos 44 minutos. Nino avançou pela direita e achou Rodriguinho na meia lua; o passe saiu perfeito para Gilberto que penetrou por trás da zaga e fuzilou o goleiro.
Foi uma primeira etapa equilibrada. O time baiano teve mais posse de bola e trocou mais passes. O Leão do Pici foi mais incisivo, explorando bem as falhas defensivas de passe e de marcação do adversário.
*
O Leão do Pici voltou com Tinga na lateral e começou a forçar pelo lado direito, explorando o espaço do lateral Matheus Bahia. Aos 5’, após jogada de força e velocidade de David, Wellington Paulista arrematou forte, de frente, por cima, assustando. O Fortaleza voltou do intervalo mais aceso, ofensivo, querendo mais e o time visitante marcando frouxo no meio.
Depois de um sufoco inicial, o Bahia chegou pela primeira vez na frente aos 12’, num chute de longe e forte de Matheus Bahia que o goleirão deu rebote, mas ninguém apareceu ...
- Gol ! 2 x 1 Fortaleza, David, na tora, na velocidade, ganhou na força e no corpo para Nino (que ficou no chão) e fuzilou Douglas, aos 16 min. O pessoal do Bahia reclamou muito de falta de David no lateral Nino, mas a arbitragem ignorou.
Dado fez alterações tentando reequilibrar o meio campo e voltar pro jogo. O Leão, com a vantagem, postou-se inteiro atrás. Aos 30’, após cobrança de um escanteio, da esquerda, por um triz não saiu o empate. Aos 35, noutro escanteio, agora da direita, a bola alçada por Rossi foi escorada de cabeça por Lucas Fonseca e Gabriel Novaes, quase na linha de gol, acertou o travessão. Não quis entrar.
Pressão final. Escanteios, faltas e bolas alçadas na área cearense. Aos 42, Capixaba tentou da entrada da área, a bola desviou e passou perto, assustando. Aos 46’, noutro escanteio, Thaciano testou por cima. Deu Fortaleza num duelo bem equilibrado.
*
Destaques
Conti, Rodriguinho, Gilberto ... os melhores do Bahia.
No Fortaleza, Quintero, Ederson, Jussa, David ...
*
Escalações
- Fortaleza : - Felipe Alves, Daniel Guedes (Tinga), Quintero, João Paulo e Carlinhos; Ederson, Robson (Romarinho), Jussa; David (Pikachu), Wellington Paulista e Mateus Vargas (Felipe). Treinador, Ênderson Moreira.
- Bahia : - Douglas, Nino, Conti, Lucas Fonseca e Matheus Bahia (Capixaba); Edson (Thaciano), Patrick(Galdezani) e Daniel (Gabriel Novaes); Rodriguinho, Gilberto e Rossi (Alesson). Treinador, Dado Cavalcanti.
Arbitragem pernambucana. Gilberto Rodrigues Jr no apito. Fora o lance do gol de David, questionado, arbitragem segura.
*
Outros jogos da rodada:
- Sport 0 x 4 Ceará. Às 18h15 : ABC x Sampaio Corrêa; CSA x Quatro de Julho.
No domingo: Altos x Santa Cruz; Salgueiro x CRB; Vitória x 13 de Campina Grande, às 18 h, no Barradão. Na segunda: Botafogo PB x Confiança.
*
- O próximo jogo do Bahia pelo Nordestão é sábado, dia 10, às 16 h, em Pituaçu, contra o ABC de Natal /RN.
**
Foto: EC Bahia