Áudium se torna referência nacional em projetos de áudio e conforto acústico

         



Entrar num bar ou restaurante e conseguir bater um papo com os amigos de forma tranquila, sem precisar elevar o tom de voz. Parece sonho, mas é tecnologia. O conceito de conforto acústico vem ganhando espaço dentro do Brasil e já pode ser encontrado em espaços diversos como restaurantes, praças de alimentação e até mesmo em estúdios de gravação. “Com produtos específicos e projetos de áudio e acústica é possível transformar um ambiente que tem tudo para ser barulhento num local agradável de se conversar ou trabalhar, além de escutar música ambiente”, afirma José Neto, engenheiro fundador da empresa baiana Audium.

O conforto acústico traz inúmeras vantagens para quem busca diversão, mas também para quem quer trabalhar de forma menos estressante e desgastante. É o caso, por exemplo, de professores em salas de aula. “Uma sala com conforto acústico permite que um professor seja escutado pelo aluno que se encontra na última fila, sem precisar forçar a voz”, explica a arquiteta Débora Barretto, diretora técnica da Audium e coordenadora da Sociedade Brasileira de Acústica (SOBRAC) Regional Nordeste.

No dia 30 de abril a Audium comemora 30 anos de atuação num mercado onde vem deixando sua assinatura em projetos diversos na Bahia e no Brasil, como o estúdio da sede do Ilê Ayiê, e da sala de ensaios do Quabales, no Nordeste de Amaralina. “Eles precisavam de um espaço onde fosse possível tocar e ensaiar sem incomodar a vizinhança. Foi isso que fizemos”, explica Débora Barretto. “Pra gente fez muita diferença”, afirma Marivaldo dos Santos, que pertence ao STOMP de NY e é fundador do Quabales. “A equipe da Audium pesquisa e traz as novidades da tecnologia para o trabalho”, aponta o cenógrafo Gringo Cardia com a certeza de quem já foi parceiro em projetos como Casa do Rio Vermelho e Casa do Carnaval.

Aqui em Salvador, a empresa também foi responsável pelo projeto acústico da praça de alimentação do Salvador Shopping, onde é possível conversar normalmente sem se sentir incomodado, mesmo que a praça esteja cheia de gente. O mesmo aconteceu no shopping Rio Mar, em Fortaleza. “O Rio Mar Shopping foi um grande desafio. Uma obra com 300 mil metros quadrados onde executamos, naquela época, a maior parede acústica da América Latina”, conta, com orgulho, o empresário Francisco Bacelar, do grupo JCPM, responsável pelos dois shoppings.

Museu da Língua Portuguesa
Ao longo dessas três décadas a Audium se tornou referência nacional e hoje assina projetos na Bahia e em outros estados como por exemplo São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Ceará. Na carteira de clientes constam grandes corporações como Vivo, Rede Bahia, Fundação Roberto Marinho, Obras Sociais Irmã Dulce, Prima Empreendimentos Imobiliários, Mota Machado e Rede D’Or.

O próximo grande projeto a ser entregue é o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. A empresa também desenvolveu projetos de áudio e/ou acústica para locais como Museu do Futebol (SP), Museu do Amanhã (RJ), Hard Rock Café Ceará, Ribeirão Preto e São Paulo, Shopping Rio Mar (CE e PE).

Reconhecida nacionalmente pela excelência dos serviços, a Audium já trilha carreira internacional e hoje está presente em Angola, México, Portugal e nos Emirados Árabes, onde fez o projeto do pavilhão do Brasil na Expo Dubai. “Temos orgulho do que construímos até aqui. Continuamos buscando a inovação e o aprimoramento tecnológico”, afirma a arquiteta baiana Débora Barretto. A empresa é comandada por quatro sócios: José Neto, Débora Barretto, Cinthia Pedrosa e Marco Antônio Almeida.

Instagram: @audiumacustica / Site: audium.com.br / Facebook: @Audium