Presidente Adolfo Menezes manifesta solidariedade à repórter Driele Veiga

         



O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA deputado Adolfo Menezes manifestou hoje (26.04) solidariedade à repórter Driele Veiga, da TV Aratu, ofendida verbalmente pelo presidente Jair Bolsonaro, ao inaugurar um trecho de 22 km de rodovia, na cidade de Conceição do Jacuípe, no sertão da Bahia.

“Mais uma vez, o presidente da República dá uma demonstração da sua incivilidade, da sua falta de educação, da sua incapacidade de diálogo ao chamar a repórter de ‘idiota’. E ele é o que, quando posa com um cartaz típico do crime organizado com a inscrição ‘CPF cancelado’? Driele Veiga estava cumprindo o seu dever, enquanto o chefe maior do país reitera toda a sua incapacidade em respeitar as pessoas e as instituições” crítica o chefe do Legislativo da Bahia.

A agressão recebeu o repúdio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia, da Federação Nacional dos Jornalistas e da Associação Baiana de Imprensa. “A jornalista Driele Veiga, da TV Aratu, chamada de “idiota” ao perguntar sobre uma postagem feita por Bolsonaro, na qual aparece segurando uma placa com a expressão CPF CANCELADO - frase normalmente utilizada por bandidos e milicianos - revela o traço imaturo e autoritário de Bolsonaro, que não consegue conviver com a crítica, com o contraditório, com a diferença e nem com a obrigação de conceder entrevistas e responder às perguntas dos jornalistas, principalmente se do outro lado estiver uma mulher”, diz trecho da nota assinada pelo presidente do Sindicato dos Jornalistas da Bahia, Moacy Neves.