Oeste Refinária vai gerar mais de 1 mil empregos em Santa Maria da Vitória e Jaborandi

         



A Oeste Refinaria vai implantar uma área agrícola destinada à plantação de cana-de-açúcar e uma unidade industrial sucroalcooleira para a produção de açúcar cristal, etanol anidro, etanol hidratado e energia elétrica, no município baiano de Santa Maria da Vitória. A empresa também vai instalar uma unidade de beneficiamento de açúcar (açúcar refinado e cristal), no município de Jaborandi. Juntas, as unidades devem investir até R$ 389,5 milhões e gerar mais de 1 mil empregos. O compromisso foi firmado via protocolo de intenções, assinado com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), na última semana. O empreendimento deve iniciar as operações no segundo semestre deste ano.

"A Bahia conta com cinco usinas sucroalcooleiras em atividade - a Agrovale, em Juazeiro, a Santa Maria, em Medeiros Neto, Santa Cruz Açúcar e Álcool, em Santa Cruz Cabrália, e a Bio Energética, no Vale do Paracatu. Essa nova usina vem para somar ao potencial sucroenergético do estado, que já conta com uma usina do Grupo Paranhos em Implantação, em Muquém do São Francisco, e outra do Grupo Bevap em vias de instalação, compondo nosso Polo Agroindustrial e Bioenergético do Médio São Francisco", destaca o vice-governador João Leão, titular da SDE.

A instalação, no município de Jaborandi, da unidade de beneficiamento de açúcar, prevê investimentos de R$ 9,5 milhões, com capacidade de produção de 50 mil tonelada por ano e geração de 75 empregos diretos e 150 indiretos e mais 896 na atividade agrícola. Já a implantação da área agrícola será voltada à plantação de cana-de-açúcar e a unidade industrial sucroalcooleira para a produção de açúcar cristal, etanol anidro, etanol hidratado e energia elétrica, no município de Santa Maria da Vitória. A previsão é que a capacidade de produção seja de 56,2 mil kg/ano de açúcar cristal, 45,1 mil litros/ano de etanol e 70 mil Megawatt/hora (MWh) por ano de eletricidade. Além de gerar 224 empregos diretos na unidade industrial sucroalcooleira.

"No início, a empresa funcionará em imóvel alugado, mas há previsão para que as obras da sede própria iniciem em 2022. A implantação da Oeste Refinaria promoverá 896 postos de trabalhos diretos na atividade agrícola e 224 empregos diretos na unidade industrial sucroalcooleira, também trará um grande aumento na produção de açúcar cristal e refinado, não só para a região onde será instalada, mas para todo o estado da Bahia", explica Mundim.

De acordo com o sócio da Oeste Refinaria, Gustavo Mundim, quando houver a estabilização da unidade serão produzidos 56,2 mil kg de açúcar, 21,9 mil litros de etanol anidro, 23,2 mil litros de etanol hidratado e 70 mil MWh de eletricidade cogerada, sendo 45 mil MWh vendidos para distribuidoras de energia no mercado livre e o restante para consumo próprio da usina. Já a área agrícola, será destinada à plantação de cana-de-açúcar, com capacidade de produção estimada em 56,2 mil kg por ano.